Quem sou eu

Minha foto
Eusébio, CE, Brazil
Espírita - Brasil

sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

HOMEM INVISÍVEL

Todos já ouvimos histórias com personagens invisíveis - fadas, bruxas, magos, fantasmas, saci-pererê, duendes, etc. - e, também, histórias de super-herói invisível.

Pode-se afirmar que sempre houve a crença nos seres invisíveis. Também, quase todos nós, aprendemos a acreditar nos seres invisíveis ligados à religião: Deus, anjos, espíritos, santos e até na existência de...“demônios”.

Hoje vamos conversar sobre você, homem invisível, como qualquer dos seres ou entidades mencionados. Você dirá: Impossível! Eu sou de carne e osso, sou material, existo fisicamente.  Tenho matéria, peso, ocupo um lugar no espaço e todos podem me ver.

Certo. Mas você possui um corpo invisível que é agente e matriz do seu corpo material.  É um corpo de energia que funciona como um molde do seu corpo físico.  Raríssimas pessoas podem vê-lo ou percebê-lo.  É com este corpo de matéria sutil que você sobreviverá após a morte.  Você continuará vivo, porém, invisível para a quase totalidade dos seres humanos.

Todas as coisas são quantidades de energia. A matéria é energia. Dessa forma, torna-se fácil admitir que há um corpo de energia - invisível - que funciona como agente aglutinador da matéria física densa que forma e mantém o corpo físico. Quando esse corpo de energia desligar-se do corpo físico, este último entrará em decomposição.

Ao referir-se ao seu corpo, você diz:  “o meu pé, a minha cabeça, o meu corpo”. Você é alguém que possui o corpo. Mas, quem é esse alguém?  É você - alma ou espírito - um ser etéreo, invisível aos olhos humanos, que mantém a sua individualidade num corpo de energia.

Quando alguém perde partes do seu corpo físico, em virtude de acidente ou doença, essa pessoa diz: Eu perdi tal ou qual parte do meu corpo, ou seja, afirma que possuía e perdeu parte do que possuía.  Alguém, invisível, perdeu algo visível que era seu. Esse alguém é o ser que estamos denominando, HOMEM INVISÍVEL.

Você existe independentemente do seu corpo físico.  Você utiliza o seu corpo de matéria para se manifestar sobre a terra.  Ou seja, você é um ser invisível que se expressa por meio de um corpo de matéria física, visível.

O corpo invisível é o Espírito.  Invisível, porque formado de um tipo de matéria que a percepção humana não alcança ver.  Esse corpo invisível –  você – possui uma identidade imutável, independente do tempo e do espaço e, também, de estar ou não associado a um corpo físico.

Aquele velho sonho de criança de se tornar invisível não é, afinal, uma realidade tão distante assim.  Principalmente, admitindo que vivemos a maior parte da nossa eternidade na forma etérea, ou seja, invisível aos olhos humanos.

Você é um homem invisível e, ainda, por muito mais tempo do que jamais teria imaginado.

Tudo que se disse aqui diz respeito apenas à capacidade de ver dos olhos humanos.  Na condição de Espíritos desencarnados seremos completamente visíveis uns aos outros.

Felicidades, meu amigo invisível!




.-.-.-.-.-.-.-.

2 comentários:

  1. Neise Pensabem,
    Oi Neisinha,

    Adorei o seu comentário, veiculado por e-mail.
    Estaria bem se vc tivesse colocado um post no Blog, omitindo, é claro, os elogios pessoais, por imerecidos, mas dizendo que gostou da matéria..
    Como vc deve ter percebido, a motivação do blog é um bate-papo com fundo em questões espíritas. Acredito que vá faltar muito do conteúdo mais profundo da Doutrina, até porque estou limitado aos meus conhecimentos...
    Gosto de ler doutrina e literatura espírita pois isso alicerça, a cada dia, a minha fé na vida futura... a vida depois desta vida.
    Fico alegre em falar da minha fé, mas, o faço sem qualquer pretensão de levar à discussão divergências religiosas. Acredito que todas as religiões são caminhos para o aperfeiçoamento da pessoa e, cada um, deve estar onde se sente melhor. Acrescento, apenas, que as verdades espirituais seriam adequadas a todos os credos.

    ResponderExcluir
  2. Um aspecto muito interessante sobre a existência!
    Afinal toda existência é essencialmente imaterial...
    Se você não é o seu corpo mas ainda assim o anima, dá-lhe vida e movimento, e ao morrer esvanece sem vestígios;
    Tal como Deus você é imaterial, onipresente em sua consciência individual e pode estar em todos os lugares no tempo e no espaço na dimensão de sua mente!!!

    P.S. - Seria bacana uma postagem sobre as diferenças entre a mente e o espírito...

    ResponderExcluir