Quem sou eu

Minha foto
Eusébio, CE, Brazil
Espírita - Brasil

sexta-feira, 11 de dezembro de 2015

VERDADES ESPIRITUAIS - MEDO DE QUÊ?

VERDADES ESPIRITUAIS

A verdade deve ser parte obrigatória da doutrina de qualquer religião. Se uma verdade foi trazida à luz, pelo conhecimento ou pela revelação, ela deve ser incorporada ao patrimônio da doutrina religiosa, sob pena de a religião transformar-se em fanatismo descompromissado com ensinos verdadeiros.

É por esse ângulo que eu penso que as religiões deveriam ser moldadas no dia-a-dia da ciência, da lógica e do novo conhecimento espiritual revelado.

Não deve haver conflito entre religião e ciência. Não há lógica em negarem-se mutuamente. Todos os conhecimentos devem se somar para mais se aproximarem da verdade total.

Qual a vantagem para o progresso humano em manter-se conceitos estáticos se o mundo todo é EVOLUÇÃO?  Tudo evolui. Tudo se transforma. Vida é transformação. E, nesse passo, conhecimento é transformação.  O que ontem foi tomado como verdade, hoje já não se o admite como tal.

As próprias religiões cristãs foram criadas numa época em que a TERRA era tida como centro do universo e obra prima do Criador. O conhecimento se multiplicou por milhões de vezes e qualquer criança sabe hoje que não é assim.

Se sabemos de seres humanos que viveram há 30.000 anos, por que aferrar-se à ideia de Adão e Eva como primeiros seres humanos, os quais viveram há 6.000 anos, apenas?

Se os dinossauros foram extintos há milhões de anos... por que as religiões insistem no tema da criação dos mesmos, nos mesmos tempos de Adão...

Mais lúcido seria reformar os códigos religiosos para adequá-los à ciência e à lógica, no que for pertinente.

Jesus esteve conosco há 2.000 anos. Ele afirmou que teria muito para ensinar e que não poderia faze-lo, naquela época, porque a humanidade não estava preparada. Isso posto, cabe a pergunta: Por que as religiões continuam com os mesmos fundamentos-ensinos da época em a humanidade não estava preparada? Por que as religiões não incorporam às suas doutrinas os novos conhecimentos espirituais? Que interesse há em omiti-los e até em combate-los?

De que as religiões têm medo?

A Doutrina Espírita não veio ao mundo para criar nova religião. Ela veio para esclarecer e complementar os ensinos de Jesus.  Ela, apenas,   rasga o véu dos mistérios a todos mostrando o Mundo Espiritual em sua realidade eterna, onde vivem todos os espíritos.

O espiritismo lança luzes sobre o que ocorre após a passagem pelo túmulo terrestre. Apenas isso!


.-.-.-.-.-.-.-.

sábado, 5 de dezembro de 2015

QUANTAS VEZES DEUS PERDOA?

QUANTAS VEZES DEUS PERDOA?

Quantas vezes devo perdoar ao irmão que me ofendeu, sete vezes, como está escrito na Lei de Moisés? Pedro perguntou a Jesus. O Mestre lhe respondeu: Não apenas sete vezes, mas setenta vezes sete.

A expressão matemática - 70 x 7 – não é limitante mais significativa de que o perdão deve ser ilimitado, ou seja, quantas vezes forem necessárias.

Quantas vezes perdoaria Deus aos homens? Os espíritos nos ensinam que Deus perdoará sempre.  Contrariamente ao que ensinam as religiões, o espiritismo afirma que Deus perdoará sempre o pecador.

Deus não condena o pecador, mas todo espírito está sujeito ao resgate dos seus débitos. Reencarnará em nova vida sobre a Terra para resgatar erros passados e, ao mesmo tempo, promover sua reforma íntima como requisito para ascender espiritualmente.

Mas como ficam o "inferno e o purgatório", das religiões, no curso dessa história?

Inferno e purgatório são estados mentais de sofrimento temporário. No espiritismo esses locais são chamados de UMBRAL. São descritos como locais destituídos de qualquer tipo de alegria e paz e onde o espírito tem diante de si todo o mal que causou. Ali culpados punem culpados e há os que encontram prazer nessa dominação. 

Esse sofrimento terá a duração do tempo necessário para que o espírito compreenda a sua realidade e, arrependido, rogar por socorro divino. Emissários de Deus o recolherão desses lugares sombrios e o conduzirão às colônias espirituais onde será curado das enfermidades. Em momento oportuno, receberá a bênção da reencarnação, nas condições compatíveis com a sua necessidade de aprendizado e com o seu programa de resgates.


O mesmo espírito com novo corpo, novo nome e sem nenhuma lembrança das suas vidas passadas recomeçará nova vida na Terra. 

Deus perdoará sempre, mas todo Espírito deve colher o que plantou na seara onde semeou.


.-.-.-.-.-.-.-.




terça-feira, 24 de novembro de 2015

DEUS ESTÁ NO COMANDO

Não há inferno como lugar de eterno sofrimento! Todas as almas foram criadas para um destino de felicidade!

É um privilégio Conhecer a Doutrina Espírita e nela um DEUS DE AMOR que criou os homens para se tornarem seus anjos, os mensageiros de Deus.

A Doutrina Espírita é a doutrina da consolação, do amor e da esperança. Ninguém será punido por Deus, mediante eternos castigos. Cada alma colherá os frutos da sua própria semeadura e assim resgatará todo o mal que haja praticado.

A vida eterna é atributo do Espírito. A eternidade é o próprio trunfo com que conta para alcançar a felicidade, esta sempre resultante do próprio esforço, diante da reforma íntima a que se dedicar.

Aprender e evoluir é a saga do homem sobre a Terra.

Todos estamos no lugar certo e nas condições adequadas, cercados das pessoas que caminham conosco na mesma viagem rumo a Deus, ao Infinito. Ninguém está abandonado à própria sorte e nem foi colocado em lugar errado. Onde estivermos ali estão a nossa ESCOLA e os nossos PROFESSORES.

Em nosso círculo de relacionamento estão as pessoas certas - antigos amigos ou antigos inimigos - a quem devemos aprender a amar e perdoar ou a quem nos propusemos a proteger e ensinar. Não há erro ou equívoco na vida e nas circunstâncias que nos foram ofertadas ou determinadas. 

A missão de cada um não é reformar o mundo, mas reformar a si mesmo. 


Deus está no comando!

.-.-.-.-.-.-.-.

segunda-feira, 16 de novembro de 2015

2015 - 0 ANO DA THEREZA HELENA ELLER SILVEIRA

A descoberta e o tratamento de um CA de mama é algo que pode marcar um ou dois anos na vida de uma pessoa e de um grupo familiar. O ano de 2015, já próximo do seu fim, será inesquecível para nossa família, porque foi o ano em que a Thereza venceu a luta contra o câncer.

Iniciamos o ano já sob o estigma dos exames semanais, consultas médicas e uma extensa lista de medicamentos para auxiliar a cura e para contornar efeitos colaterais de quimioterapia e radioterapia. Também não é de se esquecer a luta para aprovação do plano de saúde para cirurgia, exames e compra de medicamentos.

Só aquele que passou pela experiência de um tratamento tão agressivo e complexo, como é a luta contra o câncer, pode avaliar o que significa toda essa dolorosa rotina que ocupa um ano de terapias. Desde o diagnóstico até à alta pela cura total da enfermidade, vão para o espaço toda a programação de uma vida normal, nos planos econômico e social, assim como o equilíbrio psicológico da paciente e dos familiares e amigos próximos. É um verdadeiro adeus à rotina calma de uma família.

Para estar ao lado da nossa filha, eu e a minha esposa, Da. Mimi, fechamos nossa casa e fomos nos alojar num apartamento pequeno, anexo à casa da nossa filha. Essa providência possibilitou que a Thereza tivesse a mãe ao seu lado em todas as consultas, exames e tratamentos ambulatoriais. Foi a forma que encontramos de colar na nossa menina (de 45 anos), dando a ela e à família todo o apoio de pais aos nossos queridos filha, genro, neta e neto, nessa situação emergencial.

A cada semana, vive-se a angústia de aguardar o resultado de exames que indicarão se a paciente pode ou não tomar a dose semanal da quimioterapia. Felizmente, apenas em duas semanas o corpo físico não estava em condições de prosseguir o tratamento.

Em ano de tratamento, a Thereza nunca se deixou abater pela doença ou pelos fortes efeitos dos medicamentos. Sendo ela a própria encarnação da alegria e do otimismo, ocorreu que ela terminava por levar a sua contagiante alegria aos consultórios, hospitais e laboratórios. Com o seu sorriso e uma linda careca, encantou colegas pacientes, médicos, enfermeiras e técnicos e, nesse passo, acabou por fazer muitos amigos por onde passou e deixou carinho e solidariedade diante dessas situações adversas..

É bom que se diga que a Thereza, embora criada sem vinculação a uma religião, sempre recebeu a noção que lhe passamos da realidade da vida humana que é apenas extensão (prática) da vida do espírito que carrega consigo uma eternidade, uma missão e um propósito, sendo que a experiência na Terra representa escola e aprendizado para a evolução espiritual.

Assim é que a Thereza sempre esteve ciente do domínio da mente sobre o corpo, conhecimento que a levou a uma prática diária de dialogar com o seu corpo, suas células, seu DNA, determinando a correção do que, em parte, estava funcionando de maneira irregular.  Esse lado prático da noção de fé em Deus e no Universo sustentou a sua convicção da cura possível, conferindo-lhe a tenacidade de um atleta que corre em busca da vitória para facear tantos tratamentos e cuidados. 

A cura e a alta do tratamento se confirmaram no mês de setembro, após 12 meses do tratamento iniciado em outubro de 2014. Restou ainda um medicamento que deverá ser tomado pelos próximos dez anos, como é natural nesses casos de cura. 

A alegria e a gratidão pela vida motivou a nossa Thereza a fazer palestras sobre o CA de mama, tarefa que já começou com os eventos do OUTUBRO-ROSA-2015 e que ela pretende continuar, em todas as oportunidades e locais possíveis, como forma de tornar útil a sua experiência nessa questão tão difícil na vida de qualquer mulher. Sua esperança é conscientizar as mulheres da necessidade dos exames preventivos e, diante da constatação de um CA, adotar procedimentos construtivos diante do tratamento urgente, necessário e prioritário. 

Há muito aprendizado em um ano de terapias... Ninguém é a mesma pessoa depois de passar por essa experiência. A vida é vista de outra maneira. A fugacidade da vida leva a que pequenas coisas se tornem mais importantes que grandes conquistas, pois o bem maior é a vida.

Família e amigos são participantes do tratamento e cura. Sentir-se amado e amparado é "tudo de bom" diante de circunstâncias que ameaçam a própria subsistência da vida.

Como Espírita, agradeço primeiro a Deus e depois aos Bons Amigos Espirituais que estiveram ao nosso lado, criando todas as condições para que médicos, medicamentos e remédios fossem capazes de produzir os resultados esperados e ansiados.

Obrigado ao ano de 2015 que começou triste e cheio de precupações no seio da nossa família, mas que terminará pleno de alegria e felicidade.

Além de agradecimentos é preciso parabenizar muita gente: Parabéns dedicadas equipes médicas. Parabéns Enfermeiros/as. Parabéns técnicos da medicina e de laboratórios de análises e de imagens, todos estes que torceram juntos e vibraram com a cura da nossa amada filhinha. 

Parabéns Thereza Helena Eller, você é uma guerreira vitoriosa. 

A VIDA VENCEU.


.-.-.-.-.-.-.-.


sexta-feira, 13 de novembro de 2015

CEM MIL VISITAS AO BLOG

ALGO A COMEMORAR E MUITO A AGRADECER: 

O nosso Blog www.espíritagraçasadeus.blogspot.com atingiu a marca de 100.000 visitas às suas páginas. Essa era uma marca impensável quando iniciamos a publicação de nossas matérias do cotidiano, com fundo de Espiritismo. A surpresa desse total de acessos decorre do fato de que nos moveu uma intenção de escrita não profissional, funcionando, apenas, como um "hobby", ainda que versando sobre coisas sérias. Se nossas palavras foram úteis para alguém, como esclarecimento ou conforto, maior motivo temos para agradecer a Deus:
Exibimos, com humilde orgulho, os números em questão:
-Visualizações de página de hoje 83
-Visualizações de página de ontem 146
-Visualizações de página do mês passado 4.233
-Histórico de todas as visualizações de página - 100.021.
Matérias mais lidas:
-PRECE POR ALGUÉM-FALECIMENTO - 23840
-ORAÇÃO PELO ENFERMO - 23838
-VALE DO AMANHECER -Templo do Eusébio-Ce - 3673
-PRECE DE ENCERRAMENTO - 2370
-HOMEM INVISÍVEL - 1020

Público - País de origem


Gráfico dos países mais populares entre os visualizadores do blog


Obrigado aos prezados leitores que dedicaram atenção às nossas publicações. Que possamos atingir marcas mais elevadas, mas que, sobretudo, mantida a esperança de que o que aqui se escreva  seja útil para todos os que apreciam cultivar o lado espiritual da vida.

Abraços.
Euleir Eller

domingo, 8 de novembro de 2015

O Autor da Minha História

Os anos de nossas vidas são mais facilmente lembrados por nossas lutas e vitórias, naquele período. Muitas dessas vitórias, tão importantes, naquele momento, serão pulverizadas no passar dos tempos e se tornarão vagas lembranças, possíveis de vir à mente por fatos similares ou por velhas fotografias. A grande vitória de ganhar o diplominha e o primeiro livro, por havermos aprendido a ler, a vitória sobre o medo de afogar ao ter aprendido a nadar, a vitória no time da escola com os pais na arquibancada aplaudindo o pequeno atleta, tudo se ofusca diante de fatos mais importantes ou de fatos mais atuais e necessários.

Nossa vida é esse filme de muitas histórias que começam e acabam, intermitentemente, dando lugar a novos objetivos e novos desafios. A vida presente é reflexo, resultado  ou consequência dos fatos do passado. Viver é construir um presente que será o molde da vida futura. O mais importante. agora, é?

estarmos cientes de que somos o AUTOR DA NOSSA PRÓPRIA HISTÓRIA, isto é: Estamos escrevendo a nossa história daqui para frente e, assim, podemos modificar rumos, objetivos e  ideais. Podemos corrigir e melhorar o que até ocorreu nessa história. Podemos projetar um futuro de mais e melhores conquistas. A nossa história é a história da nossa própria evolução como espíritos imortais.

Temos o passado é referência e o futuro para viver o que hoje projetarmos e construirmos os necessários alicerces. O final da história pode ser o que quisermos e Essa é uma história cujo final será o que quisermos.  Como afirmou Chico Xavier "ninguém pode modificar o passado, mas pode modificar o futuro para construir um novo final".

Viver bem, construindo paz e amor para si e para todos é a correta religião que nos sintonizará com Deus. Os rótulos religiosos não importam, quando o quesito é caminhar para Deus.

Junto com a presente vida física, recebemos um roteiro - gravado em nossa consciência - elaborado para a nossa evolução espiritual. Entretanto, acima de qualquer roteiro, desejo ou pretensão, está o nosso livre-arbítrio. Gozamos de plena liberdade de escolha de como viver e o que fazer.  Essa liberdade de ação é o que valoriza nossas vitórias e conquistas. Ao nascer, recebemos todas as condições - lugares, pessoas, condição social - necessários ao nosso empreendimento de viver e vencer. Mas recebemos, também, a liberdade de construir (escrever) qualquer história de vida que quisermos.

Referimos como vidas as diversas etapas da vida única do espírito. No conjunto dessas etapas, teremos vivido vidas com derrotas e vidas vitoriosas, as quais constituem a história da caminhada da alma para Deus, em tudo incluídos o resgate de erros do passado e o constante aprendizado e evolução do espírito.




É nesse contexto que vamos caminhando para Deus, resgatando fatos equivocados do passado, num aprendizado presente e constante, diante do qual vamos construindo o nosso futuro.


terça-feira, 20 de outubro de 2015

JESUS E O ESPIRITISMO

DEUS É ESPÍRITO. JESUS É ESPÍRITO. NÓS SOMOS ESPÍRITOS.

O título acima pode chocar algumas pessoas, principalmente, aos religiosos mais radicais que consideram o Espiritismo como uma crença não cristã. No entanto, esse recurso de chamar a atenção para o tema espírita, tem o objetivo de demonstrar que o Espiritismo não era estranho para Jesus e que a Doutrina Espírita está toda fundamentada nos ensinamentos éticos e morais que nos deixou o Mestre.

Os que conhecem o Espiritismo, sabem que essa Doutrina tem em Deus a sua fonte única de fé e que adota o amor ao próximo, o perdão e a caridade como as suas vertentes máximas, no mesmo conjunto de virtudes que são base dos ensinamentos Cristãos.

Ao dizer que Jesus praticou o Espiritismo, não se pretende atribuir rótulo religioso ao Mestre, até porque Jesus nasceu no seio da religião Judaíca e a qual praticou durante toda a sua vida, seguindo os ensinamentos de Moisés e dos antigos Profetas Judeus. Quando o Mestre criticou algo da religião, Ele o fez referindo-se aos religiosos, daquele tempo, a quem chamou de "raça de víboras, sepúlcros caiados", etc.etc.

O foco, neste texto, é colocar em evidência as ocorrências em que Jesus teve relacionamento com os Espíritos, como o faz, modernamente, o Espiritismo.

Para maior clareza é preciso dizer que as formas de relação entre os Espíritos -´encarnados e desencarnados - como ocorre em nossos dias, tornaram-se claras a partir da metade do Século XIX, quando a humanidade recebeu as Revelações Espirituais que foram coletadas e sistematizadas por Allan Kardec, vindo a constituir o conteúdo da Doutrina Espírita. É claro que esse conhecimento não estava disseminado nos tempos em que Jesus habitou entre nós. Era um conhecimento restrito a alguns iniciados nos mistérios, mantido em segredo.

Jesus praticou o Espiritismo - como hoje o conhecemos - nas seguintes situações:

- Quando trouxe à Terra os Espíritos de Elias e Moisés e com eles conversou, no Monte Tabor;

- Quando manteve o diálogo com uma entidade do mal no episódio da "A tentação no Deserto";

- Quando repreendeu e exortou "espiritos impuros" causadores de doenças e distúrbios mentais;

- Quando afirmou claramente a Reencarnação: "Necessário vos é nascer de novo";

- Quando demonstrou, categoricamente, a efetividade da Reencarnação, afirmando que o Profeta Elias reencarnou como o Profeta João Batista, contemporâneo do Mestre Jesus e seu primo;

- Quando ensinou aos seus discípulos que aqueles espíritos que não conseguiam expulsar era, uma casta de espíritos mais resistentes no mal: "Essa espécie de Espíritos depende de muita oração e jejum". 

O Espiritismo adota esses mesmos procedimentos praticados pelo Mestre Jesus e procura doutrinar os seres que aqui estão perdidos e causando o mal, com o fim de afastá-los de suas vítimas.

Os Apóstolos, no início do Cristianismo, mantiveram o "relacionamento espírita" que aprenderam com Jesus, fatos que ficam evidentes nos episódios de Pentecostes e nas atuações do Apóstolo Paulo expulsando espíritos e curando enfermidades. Também fica claro no ensinamento de Paulo aos novos cristãos, quando discorre sobre os diversos "dons dos Espíritos". Essa realidade mais pontifica na claríssima exposição do Apóstolo Tiago que relatou que não se deve crer em qualquer espírito, mas antes verificar se eles vêem de Deus, classificando-os em sinceros e não sinceros: "Nem todo espírito vem de Deus".

O Espíritismo não aceita nenhum fundamento que não se encaixe nos ensinamentos de Jesus, no que concerne à ética e á moral. O compromisso espírita é com a lógica e a moral, por isso que não se afasta dos conhecimentos científicos. 

Resta afirmar que o Espiritismo nunca se apresentou ao mundo como uma nova religião ou como uma nova verdade. Ele é, apenas, o conjunto dos "novos ensinamentos" postergados pelo Mestre, para entrega em momento futuro, fato que afirmou, há dois mil anos, quando o Mestre esteve entre nós.

O objetivo do Espiritismo não é fazer adeptos e sim enfatizar a cada espírito, encarnado(homem) ou desencarnado (espírito no espaço etéreo), a necessidade da reforma íntima e a aquisição das virtudes do bem, como forma de obter a elevação espiritual e a felicidade.


.-.-.-.-.-.-.-.




sexta-feira, 9 de outubro de 2015

SEM LEMBRANÇAS E SEM CONDICIONANTES

Temos aceitado o que nos ensina a Doutrina Espírita de que a vida física é uma etapa da vida eterna do Espírito, uma das muitas etapas vividas entre o plano etéreo (espiritual) e os mundos da matéria.

O Homem - espírito encarnado - não tem memória de suas vidas passadas. Tal esquecimento é necessário para que tenha total liberdade de ação. Não se lembrando das vidas anteriores, o homem considera o presente  como sendo sua única vida. É útil que pense assim para que exerça, com plena liberdade, o seu livre arbítrio.

A condições da vida atual resultaram das nossas ações das vidas passadas. Nela foram computados os créditos pelo bem praticado e o mal decorrente de ações equivocadas, do que resultaram as condições materiais e morais do ambiente em que ocorreu a nova encarnação.

Por isso aceitamos que estamos aqui em uma missão de resgate de débitos passados e, ao mesmo tempo, construindo as condições das nossas vidas futuras, as quais resultarão das nossas ações, intenções e pensamentos, na vida atual.

Então, a vida física tem uma origem, uma finalidade e chegou ao momento presente condicionada por fatores que resultaram do nosso próprio livre arbítrio. 

Entretanto, todas essas condicionantes da vida presente não condicionam as nossas decisões perante o presente ou perante o futuro, já que estão temporariamente esquecidas as memórias dos fatos passados.  

Cumprir ou não a missão da vida presente fica à mercê do nosso livre arbítrio.

No entanto, renegar o propósito inicial que ensejou esta encarnação resulta, também, em renunciar a todas as melhorias possíveis que adviriam para o Espírito, na presente ou nas futuras vidas físicas.

Para cumprir a missão da presente vida, precisamos, apenas, viver com plena aceitação das condições recebidas e praticar todo o bem possível.

Nenhuma vida é desperdiçada. Cumprindo ou não a missão preestabelecida, sempre resultará para o Espírito o aprendizado dela resultante.


.-.-.-.-.-.-.-.



 


quarta-feira, 30 de setembro de 2015

INIMIGOS SÃO APENAS ADVERSÁRIOS

Todos nós já convivemos com alguém que nos causou mal e a quem classificaríamos como  “inimigo”, termo que eu retifico para adversário porque muitos de nós já não cultivam essa  índole de ter ou ser inimigo de alguém.

Sobre os inimigos, Chico Xavier nos deixou excelente advertência e ensinamento para que possamos  compreender o porque da existência deles e o papel que representam para nós, nessa jornada de evolução espiritual. Chico Xavier afirmou: “Se soubéssemos quem são os nossos inimigos e o que representam para nós, nós lhes beijaríamos os pés”.  Referia-se o grande mestre espírita ao fato de que, quase sempre, resgatamos nossos débitos e aplainamos nosso caminho espiritual através da ação dos nossos inimigos, os quais nos perseguem em cobrança dos males que contra eles praticamos, em muitas vidas passadas.

Ninguém recebe, gratuitamente, um inimigo em sua vida. Nesse contexto, compreende-se melhor o que ensinou o Mestre Jesus: “Faça a paz com o seu adversário, enquanto estiver a caminho”.

No plano espiritual da vida, somos uma comunidade de Espíritos -  Amigos e inimigos – entrelaçados pelo amor ou pelo ódio. É na reencarnação para a vida física que nos reunimos para resgatar e desfazer os vínculos de ódio que impedem a nossa caminhada espiritual.

A sublime finalidade da vida sobre a Terra  é desfazer o ódio e tornar amigos os antigos inimigos, possibilitando a desejada  evolução espiritual de ambos, devedores e cobradores. 

A vida reúne os Espíritos para os acertos indispensáveis. Seja em família, seja no trabalho, seja por encontros inesperados, sempre estaremos diante de algum inimigo, cujos atos maldosos temos que acolher, como a uma sentença de um juiz. Precisamos perdoar o inimigo que agora nos atinge, para que os laços de amor dissolvam o nódulo que impede o nosso crescimento espiritual. A suprema realização de todas as vidas é APRENDER E EVOLUIR.

Perdoar os inimigos é uma tarefa muito difícil para qualquer um de nós. Entretanto, essa missão se torna mais fácil quando compreendemos a lógica e a eficácia desse ato, em nosso próprio benefício.

Perdoar o inimigo e quase como perdoar-se a si mesmo pelo mal praticado anteriormente e que gerou o acerto de contas atual.


Numa relação com um “inimigo” NINGUÉM É INOCENTE OU VÍTIMA. Todos estão dependentes do Perdão.


.-.-.-.-.-.-.-.

segunda-feira, 7 de setembro de 2015

DE BEM COM A VIDA

1.      O presente é o melhor momento. O passado se foi e o futuro é uma  hipótese.
2.      Qualquer forma de amor vale a pena.
3.      Doe sangue. Doar sangue é doar vida. 
4.      Trate os outros como você gostaria de ser tratado. Faça amigos.
5.      Não carregue culpa. Perdoe-se e perdoe aos outros.
6.      Sorria! O sorriso alegra o coração.
7.      Cuide da saúde. Coma alimentos saudáveis e faça exames periódicos.
8.      Durma pelos menos oito horas por noite.
9.      Seja gentil. Use e abuse das palavras: obrigado, por favor, desculpe e com  licença.
10.   Seja pontual.
11.   Aprecie a natureza ao seu redor. Ela é o seu “habitat”. Preserve-a.
12.   Quando for possível, ande a pé ou use uma bicicleta.
13.   Dê preferência para consumir produtos orgânicos.
14.   Atenda aos critérios de reciclagem do lixo.
15.   Evite o consumismo. Só compre o que precisar.
16.   Economize água e energia elétrica.
17.   Doe coisas usadas que possam ser úteis para outros. Pratique a caridade.
18.   Zele pela saúde do seu animal de estimação.
19.   Guarde segredos, principalmente, os dos outros.
20.   Não faça promessas. Se fizer, cumpra-as.
21.   Pense positivo. Não complique as coisas simples.
22.   Chore quando tiver vontade, mas não se entregue à tristeza.
23.   Escute com atenção as novas ideias. Você tem direito a mudar de opinião.
24.   Não ignore os problemas, resolva-os. Se não tiverem solução, já estão resolvidos.
25.   Fique em movimento. Ande, faça ginástica ou pratique esporte.
26.   Adote uma posição política, mas aceite que outros adotam posição diferente.
27.   Experimente comida vegetariana.
28.   Não coloque animais silvestres em cativeiro. Apoie políticas ambientais.
29.   Não compre joias ou bijuterias que contenham produtos animais.
30.   Apoie atividades sociais. Telefone para amigos e familiares.
31.   Cada dia é único e não volta mais, não o gaste com reclamações.
32.   Mantenha limpos os seus ambientes. A harmonia depende de pequenos detalhes.
33.   Sempre agradeça às pessoas que lhe ajudaram.
34.   Elogie, pelo menos, uma pessoa por dia.
35.   Leia. Todo o conhecimento e informação estão escritos em algum lugar.
36.   Ouça música.
37.   Ouça com atenção quando as pessoas lhe falarem.
38.   Mantenha a curiosidade. Nunca pare de aprender com a vida.
39.   Aprecie o sucesso alheio e felicite-o.
40.   Adote o bom humor e faça sempre algo bom por alguém.
41.   Use o cinto de segurança e respeite os limites de velocidade nas estradas.
42.   Deixe expresso o seu desejo de doar órgãos.
43.   Não guarde rancor ou ressentimento. Cada um consumirá o fel que  produzir.
44.   Você tem o direito de ficar com raiva, mas não deixe a raiva dominar os seus atos.
45.   Não seja invejoso e nem cultive vícios.
46.   Orgulho e egoísmo são venenos altamente nocivos. Livre-se deles.
47.   Você é imortal e parte do Universo. Nunca se sinta menor ou sem importância.
48.   Deus não pune ninguém, mas permite que cada um colha os frutos que semearem.
49.   NÃO HÁ INFERNO, mas todos teremos reparar nossos erros atuais e passados.
50.   Deus está em você e você está em Deus. Entre em sintonia. Aproveite tão boa  companhia.


.-.-.-.-.-.-.-.

terça-feira, 18 de agosto de 2015

ANIVERSÁRIO !

Hoje é o dia do meu aniversário. Completo 75 anos de uma vida abençoada, tenho uma família linda: esposa, quatro filhos, dez netos e já aguardo, para 2016, a chegada da primeira bisneta, a Maria Eduarda, inaugurando uma nova geração. Tenho tudo que preciso para um viver simples e agradável.

Num olhar de relance sobre a realidade vivida, posso distinguir algumas fases muito tristes e outras, repletas de felicidade. Compreendo que viver é isso mesmo: receber o bom e o ruim que nos tornará melhores mais à frente. Deve ser assim a vida de todas as pessoas.

Sob o prisma geral, classifico como feliz a minha vida e o faço, principalmente, em função da compreensão de que desfrutei os méritos que construí e saldei débitos urgentes e necessários. Tive encontros e desencontros de almas que estão na mesma caminhada da evolução. Tenho claro que a vida na Terra é um ciclo de resgates e, também, o momento certo para a construção de vidas futuras melhores.

Vejo o ciclo terrestre da vida com serenidade. Acredito que ainda terei muitas vidas e muito resgate por realizar. Cultivo a certeza desse caminhar e evoluir, na Eternidade, sob a proteção de Deus e dos guias e anjos que aceitaram a missão de estar ao meu lado, para me guiar e sustentar, finalmente, no caminho certo, no retorno para Deus.

Não sou e nem nunca fui a melhor pessoa nem, sequer, uma pessoa digna de servir de exemplo para quem quer seja. Como todos, sou apenas uma alma que se esmera em progredir, em cada vida um pouco mais, todavia, certo da vitória, ao final.  

O precioso diamante que brilha e encanta, já foi pedra bruta, até descartável para um olhar menos técnico, mas que mãos hábeis o resgataram e poliram. Somos todos, pedras preciosas, em fase de lapidação pela vida e, até, alguns, sem qualquer lapidação aparente, mas todos, potencialmente, pedras preciosas de grande valor.

Enfim, os anos passam e até uma longa vida, se vê curta num olhar sobre tudo que passou. Costumo dizer para os meus familiares: "Vamos em frente, que atrás vem gente!". Digo isso, no sentido de que não há que ficar chorando pelo leite derramado, quando derramado. A vida nos espera no momento seguinte, no amanhã. Ninguém é vitorioso sentado, chorando, à beira do caminho.

Não gosto de receber presentes. A minha timidez que me deixa constrangido, no entanto, adoro receber parabéns por algo de bom que tenha ocorrido.

PARABÉNS PARA MIM. Feliz Aniversário!


.-.-.-.-.-.-.-.

quarta-feira, 29 de julho de 2015

RELIGIOSIDADE SIM. RÓTULOS NÃO.

29-07-2015 – RELIGIOSIDADE SIM. RÓTULOS NÃO.

Eu nasci no interior de Minas Gerais, filho de um casal crentes, evangélicos de nascença, daqueles que acreditavam que o céu e Deus estavam acima das nuvens e que os "satélites" colocados no espaço, pelo homem, poderiam esbarrar nas portas do céu e ofender a Deus.

Eu vi crentes orarem para pedir perdão a Deus pelos Homens estarem lançando veículos no espaço, na direção Dele, Deus, e, portanto, querendo ser iguais a Deus.

Matriculado em escola "internato" católico, fui batizado e cresci no convívio com padres, freiras, catecismos, comunhão, terços, confissões e o inferno na espreita, tendo o purgatório como uma última e melhor opção. Nesse tempo, vivi sem o convívio com meus país, ao qual retornaria 5 anos mais tarde, com 12 anos de idade.

Desde pequeno, adolescente, divergi muito de certas afirmações religiosas que ofendiam à lógica e a principal delas era homens serem criados por Deus para serem mandados, quase todos, para o "inferno". Afirmava, para terror da minha mãe, que teria sido melhor Deus não criar homens, sabendo que teriam um destino tão fatídico.

Diante disso, com a maioridade afastei-me da igreja crente. Levei comigo uma carta de culpa "enorme" produto de uma lavagem cerebral de mais de 20 anos e vasta literatura.  Nesse passo, decidi que meus filhos não teriam religião imposta.  Assim, casei-me apenas no Registro Civil e não batizei, em nenhuma igreja, nenhum dos meus filhos.

Quando questionado pelos meus filhos pelo fato de somente eles não terem "padrinhos", eu explicava que não os batizara para preservar para eles o "direito" de escolher suas próprias religiões, depois de conhecerem e decidirem por sua própria consciência.

Hoje tenho uma filha que é crente, de uma dessa igrejas novas, uma que segue rito católico e um filho e uma filha que pendem mais para o lado filosófico-esotérico-espírita.  Estou contente com todos e enfatizo que as pessoas devem possuir "religiosidade" e não rótulos religiosos.

Eu e minha mulher, nos tornamos espíritas, após meio século de vida.  Nossa posição espírita é uma posição aberta ao estudo, à filosofia, e às várias formas de manifestação espiritual.  Mesmo no segmento espírita, evitamos rótulos deste ou daquele "segmento" de manifestação da fé Espírita.

Deus nos criou livres e ele nos quer livres.

Somos partes de Deus e estamos numa jornada de aprendizado que nos permitirá ascender ao convívio do Criador. 

A jornada é infinita, do tamanho dessa eternidade, na qual fomos criados, e pela qual avançaremos como "principio inteligente", vivendo vidas, criando nossas realidades e avançando sempre para Deus.


.-.-.-.-.-.-.-.




terça-feira, 28 de julho de 2015

LENDA DA ORIGEM HUMANA COM ADÃO E EVA (há 6.000 anos)

France Presse
Essa notícia está nos jornais do mundo todo. No entanto, transcrevo aqui para  atestar o quanto aprecio esses descobrimentos que derramam "LUZ" sobre as nossas ORIGENS HUMANAS, no Planeta Terra, acrescentando uma certeza de que é lenda o afirmado dogma da criação do homem, baseado em Adão e Eva, personagens que viveram a 6.000 anos de hoje, portanto,  550.000 anos após a vida desse homem ou mulher cujo dente ficou preservado para nos contar algo mais sobre nós mesmos...

"28/07/2015 06h52 - Atualizado em 28/07/2015 08h02
Dente humano de 560 mil anos é achado no sudeste da França

Da France Presse

Os dois jovens arqueólogos voluntários que acharam um dente humano de mais de 560 mil anos em Tautavel, na França (Foto: Reprodução/ Twitter/Musée de Tautavel ‏)Os dois jovens arqueólogos voluntários que acharam um dente humano de mais de 560 mil anos em Tautavel, na França (Foto: Reprodução/ Twitter/Musée de Tautavel ‏)
Jovens arqueólogos voluntários encontraram na semana passada em Tautavel, no sudoeste da França, o dente de um adulto que viveu há 560 mil anos, uma descoberta importante, segundo os investigadores.
"Um dente grande de adulto - de homem ou mulher, não se sabe - foi encontrado durante as escavações em um nível do solo e sabemos que remonta de 580 mil a 550 mil anos, porque utilizamos diversos métodos de datação diferentes", explicou nesta terça-feira (28) à AFP a paleoantropóloga Amélie Viallet, de 39 anos.
  •  
Dente foi achado em Tautavel, no sudoeste da França (Foto: Reprodução/ Twitter/Musée de Tautavel ‏)Dente foi achado em Tautavel, na França (Foto:
Reprodução/ Twitter/Musée de Tautavel ‏)
"É uma descoberta importante porque temos poucos fósseis humanos deste período na Europa", acrescentou.
"É uma peça do quebra-cabeças que nos faltava para contribuir na resolução da pergunta crucial: o homem de Neandertal, de 120.000 anos, é proveniente de uma única linhagem?", acrescentou a paleoantropóloga.
Tautavel, um povoado próximo a Perpiñán, é um dos sítios pré-históricos mais importantes do mundo.
Neste mesmo lugar, onde milhares de voluntários fazem escavações há 50 anos, já haviam sido encontrados mais de 140 restos de esqueleto do "homem de Tautavel", que viveu há 450.000 anos."

.-.-.-.-.-.-.-.