Quem sou eu

Minha foto
Eusébio, CE, Brazil
Espírita - Brasil

sexta-feira, 15 de novembro de 2013

RENASCER: OPÇÃO OU NECESSIDADE?

"Talvez não tenhamos apenas pedido para nascer. Talvez tenhamos desejado ardentemente, Talvez tenhamos implorado para renascer"  http://espiritagracasadeus.blogspot.com.br/2013/11/voce-pediu-para-nascer.html



A dúvida que se expressa pelo "talvez" significa que o renascimento na Terra, embora seja ato necessário ao aprendizado e evolução do Espírito, não é uma ocorrência padronizada que a todos envolva como uma produção em série. É um ato revestido da particularidade inerente a cada Espírito, por isso, calcado na realidade do próprio ser que faz o seu retorno à Terra.


Nada é fixo e determinado, salvo os critérios gerais de adequação do Espírito a um novo corpo físico, na condição de sua natalidade, e de que não terá memória de suas vidas passadas. Ao demais, tudo obedece a condições individuais, onde mesclam os fatores de merecimento e os de adequação à condições necessárias no meio físico. 

Decorre daí que o Espírito renasce no plano físico, o faz sob diversas premissas:

Por opção:
  • Há Espíritos que não mais necessitam reencarnar na Terra. Eles já adquiriram os conhecimentos e virtudes, inerentes à realidade da Terra. Quando aqui reencarnam o fazem por opção, para auxiliar na evolução de outros Espíritos que lhe são ligados por preciosos laços de amor;
Por desejo consciente:

  • Há Espíritos que compreendem perfeitamente o destino da alma e aguardam, ansiosamente, a oportunidade para retomar a caminhada do crescimento espiritual, ao tempo em que resgatam eventuais débitos de vidas anteriores;

Por conveniência:

  • Há Espíritos que não possuem, ainda, nenhuma lucidez e clareza, portanto, seguem um fluxo das reencarnações necessárias para o devido aprendizado e conscientização;

Por absoluta necessidade e conveniência de tratamento espiritual:

  • Há Espíritos que estão em estados depressivos e de insanidade, por decorrência dos vícios cultivados ou por haverem atentado contra a natureza e continuidade da vida;
  • Há Espíritos que sofrem extremamente a dor moral por danos causados a terceiros - crimes e ações hediondas - que aguardam reparação;
  • Há Espíritos que se negaram a saldar os seus débitos e, de novo, recebem a oportunidade de o fazer para se libertarem daqueles laços impeditivos da própria evolução;
  • Há Espíritos em tal grau de sofrimento e loucura que, sequer, têm ciência da própria existência como espíritos, semelhando-se aos animais. Para esses Espíritos, renascer é o remédio mais próprio e eficaz para que se reencontre como individualidade capaz de gerir o seu destino, como verdadeiros filhos de Deus.
Os renascimentos na Terra são como o subir por uma escada que nos levará a patamares superiores, mais bonitos e agradáveis, representando ambientes mais leves e mais agradáveis para viver. Os degraus representam a elevação do conhecimento e a aquisição das virtudes.


Cada um de nós está num ponto da subida nessa escada. Uns se encontram ao pé da escada, indecisos sobre a jornada, outros já venceram os primeiros degraus e já alcançaram alguma clareza da necessidade de subir sempre mais. Os que já se adiantaram oferecem ajuda aos que estão abaixo, dando-lhes a mão, quando aqueles aceitam.

As distrações podem ocorrer a cada patamar já alcançado e nos trazer confusão sobre se o objetivo de viver não é exatamente usufruir dos bens e das belezas já disponíveis naqueles ambientes já alcançados. Quem ali estacionar estará, apenas, afastando-se do objetivo maior, no entanto, não voltará escada abaixo. O caminho é sempre para a frente e para o alto, assim que se conscientizar da necessidade de prosseguir, prosseguirá.


Às vezes, são as dores, o sofrimento e as perdas que nos empurram escada acima. Quem não progredir nos momentos favoráveis, certamente que o fará em condições desfavoráveis impostas por resgates necessários. 

O imperativo de progredir sempre impõe ao Espírito a necessidades de muitas encarnações, em diversos ambientes físicos, sempre tendo como meta adquirir a perfeição. Quando se toma por referências as encarnações na Terra, no seu atual estágio de evolução, estamos falando de um curso básico na escala da evolução do aprendizado necessário dos Espíritos. 

Temos que galgar o topo e ninguém subirá a escada por nós. A vitória será de cada um. Poderá tardar, mas todos seremos vitoriosos. Deus não criou ninguém para submeter a condenações eternas. 

Muitos mundos, muitas vidas, muitos mestres e a eternidade por aliada.
Jesus é a Luz e o Caminho! Andar e evoluir é opção individual.




.-.-.-.-.-.-.-.

Nenhum comentário:

Postar um comentário