Quem sou eu

Minha foto
Eusébio, CE, Brazil
Espírita - Brasil

quinta-feira, 11 de setembro de 2014

FÉ E PRÁTICA


Nós, os Espíritas, vivemos uma realidade de contato com a esfera espiritual. Invocamos a Jesus o auxílio espiritual e o recebemos sempre. Isso nos permite testemunhar fatos maravilhosos como as curas físicas e emocionais, além das circunstâncias, mais habituais, em que são afastados e encaminhados os espíritos que estejam molestando pessoas e seus locais de viver e atuar.  

Não tomamos esses fatos como milagres e nem admitimos – no meio espírita - ocorrência de milagres. Nos fatos que  estão além da nossa compreensão normal, vemos, apenas, o amor de Deus atuando, através dos Guias Espirituais, utilizando "Leis Universais" que ainda desconhecemos no plano terrestre. 

Em nosso meio, evitamos comentários e publicidade sobre os fatos maravilhosos que presenciamos, primeiro porque os “enviados de Deus” que os realizam, estão aqui em missão de trabalho e não desejam qualquer reconhecimento que não o de se verem merecedores da confiança Divina, para essas tarefas de amor. Também, preza-se a ética para com os que recorrem ao auxílio Divino para o seu plano pessoal.

Sabe o militante espírita que a atuação humana, nessas ocorrências, é mínima e limita-se a compor o ambiente para que elas ocorram.

Por se tratar de fato relativo à minha pessoa, menciono: Um dia, estando numa reunião de cura, pedi aos Guias, mentalmente, que visitassem o meu pai, já bem idoso e enfermo. A reunião ocorria às 21:00 hs, num local muito distante da casa dos meus pais.  No dia seguinte, minha irmã apressou-se em relatar uma ocorrência da noite anterior: ”Ontem, por volta das 9:30 da noite, papai saiu do quarto dele procurando pelo médico que o atendera. Eu disse a ele que não viera nenhum médico e que a casa já estava até trancada. Então ele insistiu em que um homem de branco o examinara e que, depois, saíra atravessando a parede.”

Sabedor de que a minha prece fora atendida, apenas agradeci a Deus e aos Guias, sem dizer a ela que fora uma visita espiritual, já que sendo ela evangélica, certamente, atribuiria aquela atuação do Poder de Deus aos poderes de “entes” malignos.

Nas reuniões espíritas os resultados são práticos e quase visíveis. A interação com o Mundo Espiritual é de tal significância que os resultados podem ser vistos e sentidos, no aqui e no agora.  Ocorre uma verdadeira interação de teoria e prática. Ali, a fé se transmuta de um pensamento para uma verdade prática.

A fé espírita é diferente. Além de raciocinada e compreendida, ela se manifesta em atos e fatos que a justificam.

Nas reuniões espíritas a energia de Jesus se faz presente e realiza maravilhas. É a comprovação do que ensinou o Mestre:


“Onde estiverem dois ou três reunidos, em meu nome, Eu estarei no meio deles.”


.-.-.-.-.-.-.-.

Nenhum comentário:

Postar um comentário