Quem sou eu

Minha foto
Eusébio, CE, Brazil
Espírita - Brasil

terça-feira, 10 de dezembro de 2013

Viajando e Colecionando.

Estamos viajando, muitas vezes, distraídos. E nem estou falando dessa viagem que faz a nossa Terra - uma esfera solta no espaço - ao redor do Sol, seguindo o caminho da Via Láctea, uma verdadeira viagem fantástica.

Mesmo sem perceber, vamos viajando e cumprindo jornadas, nas nossas muitas vidas, independentemente da nossa maior ou menor percepção da razão e do objetivo das nossas existências terrestres.

Mesmo que sem a correta compreensão do fato e da finalidade de estarmos aqui, estamos cumprindo uma programação divina. A alma sabe, perfeitamente, da sua necessidade de praticar o bem e conquistar as virtudes que produzem a sua elevação espiritual.

Toda noite, ela se desprende do corpo e retorna ao plano astral, onde se refaz da fadiga de estar contida num corpo físico e, nele, limitada em seus movimentos e ações. Também, nessa liberdade provisória, ela busca os seus interesses e, assim, tem a oportunidade de renovar os seus propósitos trazidos para a presente etapa de vida física. 

Cessado o descanso do corpo e a vigília noturna da alma, ela retorna ao corpo e, de novo, esquece as coisas já vividas e as que lhe estão programadas. Isso ocorre para que nada possa condicionar-lhe o livre arbítrio de agir como bem entender. Cada escolha deve ser totalmente livre.

O certo é que, nesse viver, consciente lá e sem lembranças aqui, vamos colecionando erros e acertos e, também, sendo por eles condicionados para a vida atual e futura. A esse propósito, cito o texto abaixo, que nos ensina, com clareza, que somos o "todo" resultado de nossos atos, pensamentos e ações:


"A COLEÇÃO
Por Jennifer Farley
05 de dezembro de 2013

Você é uma coleção de suas experiências: as belas, trágicas, adoráveis e horrendas.

Seu VERDADEIRO ser brilha quando você percebe que você não é a soma, mas o todo, delas.



Ninguém é totalmente mau e nem completamente bom. O bem e o mal convivem em nós, cada lado procurando mais influenciar as nossas ações. Nós somos esse "todo" que resulta das nossas escolhas e que constitui a nossa verdade espiritual.   

Essa bagagem espiritual será a identidade vibratória que seguirá sempre conosco quando deixarmos o meio físico onde estamos.  Essa identidade vibratória nos atrairá para as regiões espirituais compatíveis com a nossa realidade.  Ninguém será julgado ou punido mas, apenas, atraído para regiões felizes ou infelizes, conforme o estado vibratório que daqui levarmos para o plano astral.

O melhor da história é que estamos livres para promover uma boa identidade vibratória, aqui e agora. Dela dependerá a possibilidade de vivermos  num clima de alegria e felicidade, no prosseguimento da nossa vida única - eterna - aqui ou nas regiões celestiais.



.-.-.-.-.-.-.-.



Nenhum comentário:

Postar um comentário