Quem sou eu

Minha foto
Eusébio, CE, Brazil
Espírita - Brasil

quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

REENCARNAÇÃO - 2 BILHÕES ACREDITAM

DOIS BILHÕES DE PESSOAS (28% da população mundial) acreditam na reencarnação. Eu acredito!

É incrível que a ciência, nos tempos atuais, não inclua entre os focos da sua pesquisa, a ocorrência da REENCARNAÇÃO. Até porque esta poderia ser a porta de entrada para a compreensão da dupla realidade da vida, que está centrada no binômio "espírito-matéria", coincidindo em que a vida humana é um reflexo da vida espiritual, esta eterna na evolução do espírito.

Quantas indagações seriam melhor compreendidas e esclarecidas, se a ciência alcançasse essa verdade de que a o homem é um ser em vida única, dotada da imortalidade?

Que avanço seria comprovar que o homem físico já traz consigo uma bagagem de experiências, tendências e potencialidades, adquiridas e vividas em outros períodos de vida física terrestre?

Quantos problemas seriam "facilmente" solucionáveis?

Sabemos que a ciência, em momentos passados, sempre se absteve de afrontar os religiosos de Roma, os quais detinham poderes de levar à fogueira, os cientistas que ousassem ofuscar os seus DOGMAS e PRECEITOS. No entanto, já é hora de compreender que esse poder de vida e morte dos religiosos também já morreu com fim a Idade Média e seus horrores. 

A Igreja já não tem poder absoluto sobre as mentes científicas que buscam a verdade em todos os fenômenos que se apresentem à humanidade. Ela já não é o obstáculo objetivo do avanço científico. Talvez ainda possam vigorar, no aspecto subjetivo, dos homens cientistas, a ameaça da condenação pela culpa eterna. 

Compreende-se que a ciência fincou os seus fundamentos nas coisas concretas que podem ser vistas ou admitidas por relação de forças físicas. Só lhe ocupa o tempo o saber das coisas que podem ser medidas, mapeadas ou até fotografadas. 

Por que os cientistas se escondem na omissão e no silêncio, quando vislumbram o desdobramento da vida humana?

Recusam-se a focar as suas investigações em algo básico, sem sentido religioso, sendo um fato normal da vida de todas as pessoas, no qual acreditam um terço da humanidade. 

A verdade mais simples é a de que a ciência, no mundo atual, tornou-se escrava do dinheiro e do poder. Ela está movida por grandes interesses financeiros. Seja pelas conquistas de poder pelas guerras, seja pela obtenção das curas de doenças, quando isso atende aos fins lucrativos dos seus financiadores. 

Os cientistas que amavam a ciência pelo ardor da pesquisa e do conhecimento são coisas do passado, e os mecenas, benfeitores das artes e da humanidade, são hoje vorazes capitalistas que só valorizam grandes cifras que possam amealhar.

Apenas para encerrar esse bate papo, convém mencionar que os primeiros cristãos conviviam pacificamente com o conhecimento da reencarnação. O vocábulo "reencarnação" foi delatado da bíblia, por determinação do imperador Constantino (Cristão), no interesse de sua mulher que temia a menção de que os fatos passados da sua vida pudessem gerar consequências em vida futura. 

Mesmo assim, ficou mantida na Bíblia a afirmação de Jesus a respeito do Profeta Elias "Elias já voltou e os seus não o reconheceram", quando o mestre respondeu à indagação dos seus discípulos sobre quando se cumpriria a profecia de "Zacarias" sobre a volta do grande profeta à Terra.

N eternidade em que vivemos, todas as respostas e anseios do conhecimento virão com o tempo, na descoberta da verdade, sobre a qual, disse Jesus: "Conhecereis a verdade e ela vos libertará".

Resta aguardar.


.-.-.-.-.-.-.-.

Nenhum comentário:

Postar um comentário