Quem sou eu

Minha foto
Eusébio, CE, Brazil
Espírita - Brasil

segunda-feira, 7 de novembro de 2016

Uma só Vida.

As vidas, no plano físico, são os degraus da evolução do espírito. O ser que volta ao plano físico, reencarnado, trouxe consigo o seu grau de evolução e, também, uma "programação" do que seria adequado aqui realizar, para ascender na sua realidade espiritual.

Cada etapa de vida é adequada e inerente a uma individualidade. Não haveria proveito em alguém viver a vida de outra pessoa pois a realidade de cada um é resultante de um passado individual, que construiu a realidade presente.

Em cada vida estão inseridas as circunstâncias e emoções das quais resultarão o aprendizado e a evolução de um determinado espírito.  Quem não sabe ler precisa da escola primária. Quem teve o ensinamento básico precisa de um curso universitário e assim por diante.  Cada pessoa ostenta um grau de conhecimento e virtudes e, também, um conjunto de necessidades de aprimoramento para a sua própria elevação.

O sentido e o objetivo da vida sobre a Terra é o crescimento do espírito encarnado. Por realidade recebemos a colheita da semeadura do passado. De igual forma, no futuro colheremos o que estamos semeando agora, no presente.

Cada espírito que chega à Terra traz consigo um roteiro e aqui encontra as melhores condições para a vivência necessária à evolução. Entretanto, cada um detém o poder decisório - livre arbítrio - de seguir ou não a orientação traçada. Cada pessoa é dona do seu querer e das suas decisões. Ninguém está entregue ao imprevisível, à sorte ou ao acaso. O homem não é resultado do instinto, do desejo ou das circunstâncias.

O Espiritismo veio mostrar que a vida tem um sentido, com origem, meio e fim. O princípio inteligente que hoje se expressa como homem encarnado, já viveu etapas de vidas em todos os reinos da Natureza, até se encontrar ciente da sua individualidade e consciente da sua evolução.

Na etapa humana, o princípio inteligente-espírito já galgou um elevado grau de evolução, se considerarmos que nas eras passadas, ele apenas existia como parte da natureza, parte da criação, em evolução. Hoje ele tomou nas mãos o seu querer e se tornou ciente do seu poder. Se está um pouco abaixo dos "anjos", a evolução o levará à angelitude.

O sentido maior da vida só será compreendido para além da própria vida física, posto que esta é meio e não finalidade em si própria. Vivemos a vida física para aprimorar conhecimentos e virtudes em prol de uma conquista muito maior.

A busca desenfreada por riqueza e poder, na Terra, não traz recompensa que ultrapasse os limites da vida terrena, caso essa busca se sobreponha às oportunidades de realizar o amor, o perdão e a solidariedade. A verdadeira felicidade não está fundada no usufruto de bens materiais. Ela só será obtida com a felicidade do espírito que é o agente da vida.




Nenhum comentário:

Postar um comentário