Quem sou eu

Minha foto
Eusébio, CE, Brazil
Espírita - Brasil

quarta-feira, 30 de outubro de 2013

ANJOS DE DEUS

Em nossa eternidade, alternamos momentos vividos na condição natural de Espíritos e na condição de seres dotados de um corpo físico, capazes de atuar em meios de matéria densa, como são a Terra e outros planetas.

Na condição de Espíritos, vivendo em meios não materiais, utilizamos um corpo mais permanente que chamamos de perispírito, ou mais comumente, de corpo espiritual.

O corpo físico é constituído de matéria colhida no ambiente onde o espírito vai atuar, em nova jornada de estudo e progresso. É um corpo provisório, apenas uma roupagem para o Espírito. Ao cessar a sua necessidade ou estando esse envoltório impróprio para uso, despir-se-á o Espírito dessa vestimenta e retomará o uso exclusivo do seu corpo espiritual, que lhe é quase permanente. O corpo material cumpriu a sua finalidade e retornará: "O pó volta ao pó, de onde foi tirado".

Esse corpo físico que, muitas vezes, referimos como "eu/nós", deve ser designado como "meu/nosso", pois ele pertence ao espírito que o habita. Ele é extremamente limitante para o Espírito, cuja natureza, por origem, é a de ser livre como vento e rápido como a luz, para efeitos de sua locomoção e, ainda, desconhece barreiras físicas que limitem seus movimentos. André Luís nos relata que o corpo físico, como morada do espírito, é comparável ao uso, pelo homem, de um pesado escafandro de mergulho, o qual, sabemos, limita sobremaneira a locomoção de quem o utiliza, no fundo do mar, para trabalho ou lazer. 

O corpo espiritual - perispírito - é constituído de matéria "não física" - num estado que ainda desconhecemos - cuja realidade só é palpável no plano astral. Esse corpo também não será permanente para o Espírito. Ele é o veículo do Espírito enquanto transita em suas alternadas etapas de vida física e espiritual, ou seja, enquanto sujeito às reencarnações e aprendizado. É o perispírito que atrai os elementos indispensáveis para a formação do corpo físico.

Mesmo esse corpo espiritual está em constante evolução em sua pureza e, por isso, leva consigo o estágio vibratório que já alcançado, consoante o progresso moral. Esse grau vibratório é o passaporte para a morada nos planos espirituais, cujo ingresso e permanência são condicionados ao estado vibratório - grau de pureza - já alcançado pelo Espírito.

O corpo espiritual estará obsoleto quando o Espírito alcançar um tal grau de pureza que lhe permita manifestar-se como "Luz ou Pensamento". Então, já sem máculas ou restrições mentais de qualquer espécie, será integrado na Comunidade dos Espíritos Puros, os que estão próximos da realidade de Deus.

Já nenhum corpo ou identidade individual serão necessários, salvo que, para o ingresso-retorno nas esferas espirituais de menor teor vibratório ou para retorno aos mundos físicos que ainda precisam dessas caracterizações, para a compreensão dos que ali estagiam. Nesse último caso, o Espírito que retorna é um Emissário de Deus, enviado para promover o progresso da humanidade.

Os homens - hoje aprendizes do amor e do perdão - tornar-se-ão anjos de Deus, não por milagre da criação, mas pelo próprio esforço, sob a orientação de Jesus, o nosso Amado Mestre!

Louvado seja Deus!



.-.-.-.-.-.-.-.


Nenhum comentário:

Postar um comentário