Quem sou eu

Minha foto
Eusébio, CE, Brazil
Espírita - Brasil

segunda-feira, 18 de julho de 2016

INVERSÃO DE PRIORIDADES

Na viagem em que vamos, estamos retornando ao Plano Espiritual de onde viemos em busca de alcançar méritos que nos permitam ascender às moradas celestiais mais elevadas - lugares de maior felicidade.

Nesse trajeto, é muito conveniente que nos atenhamos ao roteiro pré-estabelecido para o sucesso desse empreendimento de evoluir. Esse roteiro que não sujeita o nosso livre arbítrio, é o caminho do sucesso. Entretanto, em que pese planos e metas. Em que pese os compromissos e os desejos, a liberdade de fazer ou não fazer, quase sempre, acaba por constituir desvio de finalidade, porque a vida nos entulha de novos desejos, compromissos sociais e novas prioridades focadas na evolução material de ganhos terrestres. E, assim, pode ocorrer que invertamos as finalidades do viver, priorizando o imediato e postergando a realidade do espírito.

Se a vida na Terra nos acena com a necessidade/possibilidade de viver em melhores condições econômicas, logo colocamos como prioridade obter riqueza e poder, muitas vezes mesclando meios lícitos e ilícitos, acrescidos de eventual prejuízo ao nosso próximo.  O mesmo ocorre com relação aos prazeres que, por vezes, levam a uma vida desregrada.

Esquecidas ficaram as finalidades primeiras da nova vida - reencarnação - e o roteiro inicialmente preparado.

Essa inversão de valores conduzirá à perda do tempo de uma vida, fato do qual só nos daremos conta quando regressarmos ao lar espiritual, talvez, com eventual acréscimo na linha de resgate, pelo mal que deva ser reparado.

A vida na Terra é a oportunidade oferecida ao Espírito para adquirir virtudes e para praticar o bem. O saldo das nossas decisões determinará o grau da nossa evolução espiritual, da qual resultará novo período feliz ou infeliz no mundo espiritual, enquanto aguardamos nova vida e  nova oportunidade evolutiva.

O Espiritismo compreende e divulga as penas e recompensas para o espírito como resultantes da vida sobre a terra, no entanto, assegura que tais condições são provisórias, como um estágio preparatório de conscientização de prioridades para uma nova vida.

O progresso da Alma é  Lei Imutável de Deus. O espírito aprende e progride mediante as vivências físicas, através dos erros e acertos que pratica em seu livre arbítrio. Em tudo estará presente a justiça divina que a cada impõe a colheita do que semeou: Bondade ou sofrimento são apenas resultados da faina individual do espírito.


-.-.-.-.-.-.-

Nenhum comentário:

Postar um comentário