Quem sou eu

Minha foto
Eusébio, CE, Brazil
Espírita - Brasil

domingo, 22 de janeiro de 2012

A MORTE MORREU.



E já faz muito tempo!

A chegada do Espiritismo lançou luzes sobre a vida do Mundo Espiritual. As verdades que Jesus preservou para serem ensinadas, no futuro, foram, enfim, reveladas e codificadas no que se convencionou chamar de Doutrina dos Espíritos, ou Doutrina Espírita.

Os que viveram na Terra e que alcançaram elevado grau de adiantamento receberam de Jesus a missão de revelar aos homens a realidade da vida após a morte.

Foi, dessa forma, que A MORTE MORREU.

Foi revelado aos homens que a vida não cessa nunca. O ESPÍRITO VIVE SEMPRE!

Os que nós chamamos de “mortos” estão realmente vivos e, sabemos, mais vivos do que nós que aqui estamos encarnados, limitados por um corpo físico que tolhe a liberdade de vida do Espírito.

André Luís, o Guia Espiritual, relata que o espírito,  quando encarnado, está tão limitado em sua liberdade de ações que seria comparável ao homem usando um escafandro e submerso no fundo do mar, em comparação ao que está na superfície da Terra.

A MORTE MORREU e, assim, não assusta a mais ninguém. Quem morre é o corpo que revestia o Espírito. 

Morto o corpo, liberta-se o Espírito que ali habitava, o qual fica livre para retornar ao lar espiritual de onde veio. Este poderá, também, ascender aos planos mais elevados se o seu recente aprendizado lhe facultar essa opção.

O Espírito que retorna ao Lar Espiritual será sempre assistido por trabalhadores espirituais, segundo o merecimento que tenha alcançado.

Nenhum Espírito regride do status espiritual já alcançado.

Já que a morte não existe, resta agradecer e exaltar:


VIVA A VIDA QUE FLORESCE EM TODO O UNIVERSO !


.-.-.-.-.-.-.-.

Nenhum comentário:

Postar um comentário