Quem sou eu

Minha foto
Eusébio, CE, Brazil
Espírita - Brasil

segunda-feira, 4 de julho de 2011

ANTES DE ADÃO E EVA


Luzia é o nome que foi dado à mulher mais antiga que viveu nas terras americanas, onde hoje se situa o Brasil, cujo crânio “fóssil“ foi encontrado em Lagoa Santa-Mg, cidade situada na Região Metropolitana de Belo Horizonte. 

Essa mulher marca a presença humana na América do Sul entre 11.400 e 16.000 anos antes dos nossos dias. Luzia viveu aqui a pelo menos 6.000 anos antes do surgimento de ADÃO E EVA no Planeta Terra, considerando que esses primeiros humanos mencionados na Bíblia, foram criados a 6.000 anos dos dias atuais.

Dados extraídos da Wikipédia:


“Luzia (fóssil)

Fóssil encontrado - rosto reconstituído
Luzia foi o nome que recebeu do biólogo Walter Alves Neves o fóssil humano mais antigo encontrado nas Américas, com cerca 11.400 a 16.400 anos[1]e que reacendeu questionamentos acerca da teorias da origem do homem americano.[2]
Este crânio de uma mulher, com cerca de 39 anos, foi encontrado no início dos anos 70 pela missão arqueológica franco-brasileira, chefiada pela arqueóloga francesa Annette Laming-Emperaire (1917-1977). O crânio foi achado em escavações na Lapa Vermelha, uma gruta na região de Lagoa Santa, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, famosa pelos trabalhos do naturalista dinamarquês Peter Wilhelm Lund (1801-1880), que lá descobriu, entre 1835 e 1845, milhares de fósseis de animais extintos do período Pleistoceno - além de 31 crânios humanos em estado fóssil - no que passou a ser conhecido como o Homem da Lagoa Santa.[3]
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

------------

Também os dinossauros já estavam aqui - MILHÕES DE ANOS - antes de ADÃO E EVA. Presumo que esse fato deve dar o que pensar aos Padres e Pastores quando reafirmam a história bíblica da Criação.

A própria idade geológica da Terra, que se conta em BILHÕES de anos, deve dar uma boa “dor de cabeça” aos religiosos que pretendem ensinar que tudo o que vemos foi criado há cerca de apenas 6.000 anos dos nossos dias.

Para ser coerente com o ensino bíblico sobre a criação do mundo, das espécies e de que toda a raça humana, a partir de Adão e Eva, precisaríamos negar toda a ciência humana e os seus conhecimentos já aceitos e comprovados.

A Doutrina Espírita adota o princípio da Fé Raciocinada, ou seja, a Fé racional que não conflita com a razão, com a ciência ou com a lógica. 

A ciência humana já derrubou lendas e folclores religiosos, mas nunca derrubará a Fé Espírita, a qual mantém estrito compromisso com a verdade. Se a ciência provar algo que afronta as verdades da Doutrina Espírita, esta se curvará aos novos conhecimentos, sob pena de não o fazendo, deixar de ser a FÉ LÓGICA E RACIOCINADA que lhe constitui alicerce fundamental.

O homem sempre buscou encontrar Deus utilizando os conhecimentos de que dispunha. Nesse fã de buscar a Deus, adorou estrelas, planetas e outros fenômenos da natureza, onde julgava estar Deus, em virtude de ali se manifestarem forças e grandezas incompreensíveis diante dos conhecimentos humanos então existentes.

Esses nossos antepassados, que adoraram a Deus nas forças manifestas da natureza, não cometeram nenhuma heresia. Eles, apenas, não dispunham dos conhecimentos que hoje desfrutamos e que já podem explicar os fenômenos todos aqueles fenômenos naturais.

Pior ignorância ou maldade é preservar tradições que já não se sustentam à luz da verdade revelada e da evolução da ciência. 

É como tentar tapar o sol com a peneira.





.-.-.-.-.-.-.-.

Um comentário:

  1. Agradeço por sua visita ao jorge-menteaberta.blogspot.com
    Prometo voltar mais vezes!!

    ResponderExcluir