Quem sou eu

Minha foto
Eusébio, CE, Brazil
Espírita - Brasil

quinta-feira, 11 de outubro de 2012

BELOS ENSINAMENTOS DE JESUS

O mestre Jesus nos deixou toda uma doutrina baseada no amor e no perdão. Va

Ensinou-nos desprendimento dos bens materiais e a dar o devido valor ao princípio espiritual que é a própria essência do nosso ser. Não há ensinamento mais conciso e objetivo que este: De que vale ao homem ganhar o mundo e perder a sua alma?

Outro profundo ensinamento do Mestre Jesus decorreu do episódio da mulher adúltera que devia ser apedrejada em praça pública. Os religiosos da época armaram uma cilada para que Jesus desse o perdão à mulher e, assim, se posicionasse contrário à Lei de Moisés que prescrevia, para o caso, a pena de morte.

A mulher fora pega em adultério e devia ser apedrejada em praça pública. Jesus ouviu o que diziam os acusadores. Não defendeu a mulher, nem para dizer que o adultério requereria um parceiro igualmente responsável pelo ato. Perante a Lei apenas a mulher era culpada e devia sofrer o apedrejamento em ato público.

Parecia um "beco sem saída", como dizemos hoje em dia. Se Jesus absolvesse a mulher descumpriria a Lei de Moisés. Condena-la seria derrogar os seus próprios ensinamentos sobre a necessidade de perdoar sempre. Ele, calmamente, escrevia no chão.

Em dado momento, Jesus levanta o olhar e diz a sentença mais profunda, em termos subjetivos, de todo o seu ensinamento: Quem estiver sem pecado que atire a primeira pedra! Dito isto, voltou a escrever tranquilamente no chão. E aconteceu que a multidão se dispersou, a começar pelos mais velhos dos que ali estavam reunidos. Quando já não havia ninguém na praça, Jesus levanta os olhos e pergunta à mulher: Onde estão os teus acusadores? E acrescenta: Ninguém te condenou? Também eu não te condeno! Vai e não peques mais!

Eu fico pensando no quanto do amor de Jesus que inundou o coração daquela mulher, que estivera já condenada a morte, de forma inapelável. 

Se algum de nós estivesse naquela assembléia, estaria em condições de atirar a primeira pedra?

Em outro ensinamento o Mestre nos exorta: Não julgueis para não serdes julgados!



.-.-.-.-.-.-.-.

Nenhum comentário:

Postar um comentário