Quem sou eu

Minha foto
Eusébio, CE, Brazil
Espírita - Brasil

terça-feira, 31 de julho de 2012

Vida Vivida



VIDA VIVIDA

A chegada:
Alegria, magia, felicidade.
A partida:
Tristeza, despedida. Saudade.

Mágoas não levo tristezas ou rancor.
Vivi. Aprendi.
Por onde andei só marcas deixei de amor.

Se a alguém, por acaso, em ato impensado,
causei a dor. Perdoe-me!
Contristado, eu peço, por favor!

O caminhar foi lindo, pássaros cantando
a chuva caindo.
As pessoas se amando. O sol ressurgindo.

No bosque, a abelha viu o pólen.
E, feliz, beijou a flor o quanto quis.
Dela, apenas, extraiu vida e sabor.

Na fruta colhida o alimento, o calor
A seiva nutrida, no encanto do vida.
Seus beijos, sem conta, alimentaram o amor.

A vida vivida nasceu a criança.
E viu o futuro de amor e esperança.
Na terra que arei, sementes plantei.
Das flores: Perfume e beleza, desfrutei.


Vou alegre, vou triste,
na vida que existe, viver com ardor.
Longe ou perto, estou certo,
Não há distância, que desenlace o amor.

Euleir Eller - Alto Caparaó/2002.





.-.-.-.-.-.-.-.

Nenhum comentário:

Postar um comentário