Quem sou eu

Minha foto
Eusébio, CE, Brazil
Espírita - Brasil

segunda-feira, 10 de junho de 2013

Espírito, Corpo e Alma

Eu possuo um corpo. Eu não sou este corpo. Eu estou encarnado neste corpo. Eu sou um Espírito encarnado. Eu sou uma ALMA

Quase sempre troco as bolas, quando digo: Minha alma está ansiosa, triste ou alegre, quando devia omitir "minha alma" para dizer apenas EU.  Da mesma forma costumo dizer: Eu estou cansado, com sede ou com fome, quando deveria dizer que o "meu corpo está cansado, com sede ou com fome".

O vinho que tomamos não tem nada em comum com a taça que utilizamos, a não ser por ser ela o continente daquele conteúdo, o vinho. Assim a ALMA não tem nada em comum com o corpo, a não ser o fato de que dele precisa para viver sobre a Terra e nela se expressar.  Quando separados, cada um segue o seu destino... bem diferentes.

Em nossos dias, o culto ao corpo, à sua aparência, saúde e vitalidade, constituem uma das maiores preocupações das pessoas. Proliferam as academias de ginástica, de lutas marciais e de dança, tudo na busca da beleza, da boa forma e da saúde. Esses fatos em si são louváveis e bem vindos.  Poucos não se rendem a essas atividades mas, ainda assim, as admiram por tornarem a vida mais atraente e saudável.

Entretanto, quase sempre, essa preocupação se restringe ao plano físico, à taça que contém o vinho e não ao vinho propriamente dito, que é mais importante do que a taça.  Os homens vivem despreocupados da ALMA que são, pensando e agindo como se a finalidade da vida fosse cuidar do corpo em sua aparência e necessidades.

Se um repórter se postasse na rua perguntando aos passantes sobre como cuidam do seu corpo e um outro repórter, mais à frente, estivesse perguntando ao público como cuidam da ALMA, certamente que o primeiro seria atendido com satisfação e coletaria muitas narrações, enquanto o segundo seria considerado um chato que veio para a rua perturbar as pessoas. 

Entendo que cuidar do corpo é altamente benéfico e desejável mas que essa atividade não pode ser um propósito único, porque estaríamos cuidando da taça, sem nos preocupar com a qualidade e pureza do vinho a ser consumido.

Nem seria adequado falar aqui, neste tópico, de um grande contingente de pessoas que consideram a religiosidade uma necessidade de consumo para ser satisfeita, de vez em quando, mediante uma passagem apressada por um local de culto.

Sou das pessoas que consideram que ninguém está aqui apenas para rezar. Acredito que estamos aqui para viver. Viver bem, com qualidade e responsabilidade.

Estamos encarnados sobre a Terra, para adquirirmos conhecimentos e virtudes, ao tempo em que, corrigimos os erros passados, de outras vidas, e construímos um futuro melhor, em vidas físicas próximas, ou na vida verdadeira da alma, nos planos espirituais.

Deus no início da caminhada. Deus conosco aqui. Deus que nos espera, no futuro para nos acolher como filhos muito amados, vencedores de nós mesmos.

Cuidemos do corpo, mas cuidemos do Espírito, principalmente. O Espírito é quem somos, o corpo é a vestimenta de carne que as pessoas vêem: A roupa que reveste o nosso EU.



.-.-.-.-.-.-.-.


Nenhum comentário:

Postar um comentário