Quem sou eu

Minha foto
Eusébio, CE, Brazil
Espírita - Brasil

terça-feira, 13 de agosto de 2013

O Espírito é Livre Como o Vento.

Eu já estive sem meu corpo.  Vôos inseguros, retornos inesperados, se alternaram com situações de imenso prazer como pairar sobre as paisagens ou, desde lá, descer para um mergulho em águas calmas penetráveis até à profundidade, sem o receio de faltar o fôlego e afogar-se, ou, ainda, experimentar a capacidade de saltar longas distâncias, como um super homem.

Acho que todo mundo já se viu voando em momentos em que o sono repõe energias ao corpo físico, momentos em que o espírito, liberto das amarras físicas, alça voo para as regiões de sua preferência, num retorno momentâneo à verdadeira natureza do ser - livre como o vento.

A melhor comparação do espírito é com o vento: Ele sopra onde quer e vai para aonde quer. 

Assim é o espírito - livre como o vento! 

Assim somos todos nós, em nossa essência e eternidade.

O fator limitante do espírito é estar ele habitando um corpo físico ou, estando livre, pesar-lhe os débitos contraídos que possam rete-lo em regiões menos felizes, juntamente com os irmãos de idêntica elevação espiritual e gostos afins.

De resto, o que existe é vida por viver e progresso por realizar, até à obtenção da pureza e da elevação espiritual, que culminará com o conhecimento da verdade e o gozo da plena felicidade. 

Ninguém é mais privilegiado que outro. O destino de todo espírito é a própria felicidade!

Ninguém foi criado para penas eternas e condenações sem absolvição e sem novas oportunidades. A bondade de Deus franqueia a todos as oportunidades de, passo a passo, conquistarem os degraus da pureza e da elevação espiritual.

Compete-nos, apenas, nessa vida terrestre, viver bem, com dignidade, responsabilidade e aprendendo sempre a amar e perdoar. 

Também:

  • Não julgando para não sermos julgados; e
  • Não fazendo aos outros o que não gostaríamos que fizessem a nós.



.-.-.-.-.-.-.-.


Nenhum comentário:

Postar um comentário