Quem sou eu

Minha foto
Eusébio, CE, Brazil
Espírita - Brasil

sábado, 3 de novembro de 2012

ALEGRIA E RESPONSABILIDADE


Como Espírita, sei que o Espiritismo não apregoa religião e nem faz campanha por novos adeptos. Também, é confortante saber que não há qualquer interesse econômico envolvido, como ofertas, doações ou dízimos...


O verdadeiro espiritismo não cobra dinheiro por qualquer trabalho espiritual.



Considero o ensinamento Espírita como um sol que nasce para todos e que só carrega Luz e Vida para a humanidade, sem distinguir bons e maus e nem que haja santos ou eleitos de Deus para as benesses espirituais.


O Espiritismo é, acima de tudo, uma luz para guiar os que deixam a existência terrena e que penetram no - antes desconhecido - Mundo Espiritual. Dessa forma, ele ajuda aos que partem para o lado de lá e, também, aos que lá já chegaram e que estejam perdidos ou em sofrimento.

Para mim, essa ajuda espiritual aos que estão em trevas ou sofrimento é a maior efetivação da caridade com que nos supre a Suprema Misericórdia de Deus.

Tendo a "reforma íntima" como ponto fundamental dos seus ensinos e a "fé raciocinada" como a bússola para a jornada da alma, o ensino espírita ultrapassa as barreiras do túmulo, ponto em que as religiões cessam a sua atividade.




medo e a culpa nunca serão veículos para a aceitação da Verdade Espírita e nem, tampouco, serão elementos para qualquer "lavagem cerebral" que pudesse ser imposta em nome de Deus. 

O Espiritismo representa a própria libertação da alma em face dos castigos eternos para ela cogitados. Aqueles castigos eternos estão, agora, substituidos pela Esperança Eterna e pela Misericórdia Eterna, qualificações mais condizentes com um Deus que ama todos os seus filhos ainda que, momentaneamente, falhos e sem entendimento, mesmo porque, Ele assim os criou, para que adquiram a própria perfeição. 

A alegria do entendimento satisfaz o íntimo e dá sentido à vida.



O prazer de servir à humanidade é fonte permanente de alegria. 



É muito confortante entender que não há destino - sorte ou azar - e que a realidade de nossa vida é, tão somente, o resultado das nossas próprias escolhas, atuais ou passadas.

A ordem é: Viver com alegria e responsabilidade e progredir sempre!




.-.-.-.-.-.-.-.


Nenhum comentário:

Postar um comentário