Quem sou eu

Minha foto
Eusébio, CE, Brazil
Espírita - Brasil

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

VIEMOS DO CÉU...

Somos “seres espirituais”. Somos espíritos imortais: velhos habitantes do Plano Espiritual. Viemos para a Terra para aprender e evoluir. 

Sim, poderíamos afirmar que viemos do céu, desde que se entenda por céu, apenas, o plano superior da existência e não a noção de "paraíso".

Andamos esquecidos da nossa “eternidade”. 

Encarnados. adotamos o pensamento de que os 80 a 100 anos, que passamos na vida física, são a nossa verdadeira vida. Esquecemos que a vida eterna não pode ser medida nem por bilhões ou trilhões dos nossos anos. Iludimo-nos pensando que esse pequeno lapso de tempo, da vida terrestre, é mais importante do que a nossa eternidade.

Nesse errôneo ponto de vista, vivemos para usufruir o máximo que pudermos. No afã de nos tornarmos campeões em tudo - beleza, poder, popularidade e riqueza - colocamos em um segundo plano tudo o que se refere ao nosso existir espiritual. Cultuamos o corpo quando devíamos cultuar o espírito imortal, que é o nosso verdadeiro "eu".


Falar de Deus ou da sobrevivência  da alma é quase vergonhoso e, para muitos, até impróprio.

Difícil entrever o “amar a Deus sobre todas as coisas” em nossa realidade. Amamos mais o dinheiro, o poder, as propriedades, a aparência e a satisfação dos prazeres.

O que nos ensinaram em termos de religião resultou em retirar Deus do íntimo do nosso ser e coloca-lo num patamar quase impossível de ser alcançado. 

Toda a religião passou a focar a sua existência no medo e na culpa do ser humano, ao invés de focar na esperança, no amor e no perdão. Impuseram ao homem, falho, a obrigação de uma santidade impossível de ser alcançada aqui na Terra e, principalmente, numa só existência, muitas vezes de pouquíssima duração.

Deus e o Paraíso ficaram reservados para os “santos”. Ao pecador, que luta contra suas imperfeições, destinaram as penas do inferno. 

Fazem parecer que Deus tem prazer em continuar criando bilhões de seres para recolher alguns em felicidade e destinar os bilhões - continuamente criados - fluindo, diretamente, para o sofrimento eterno.

Nesse caso, não seria a criação do homem um empreendimento falido?

Eis que o Espiritismo vem lançar luzes sobre o aparente impasse:


  • Todas as almas alcançarão a glória e a felicidade;
  • A purificação se dará pelo buril do tempo, no existir da eternidade;
  • O livre arbítrio que levou homem para longe de Deus será ele mesmo que o trará de volta;
  • Para o longo aprendizado estão reservadas muitas vidas e muitas experiências; 
  • Será longa a jornada até que o ódio se transforme em amor, o orgulho em humildade e as impurezas em virtudes;
  • Deus nunca abandona os seus filhos;
  • Os Mestres Espirituais estarão a postos, por todo o caminho, para dar o suporte a todos que o solicitarem.




.-.-.-.-.-.-.-.

5 comentários:

  1. Adorei a frase
    DEUS NUNCA ABANDONA SEUS FILHOS!!!

    ResponderExcluir
  2. Paulo Cesar Cosendey12 de outubro de 2011 17:53

    Simplesmente lindo!! Fico impressionado com pessoas que pensam diferente disso, pois é algo completamente lógico. Talvez o problema está no fato de que muitas religiões obscurecem a capacidade de raciocinar das pessoas, tentando manter sob os olhos destas um véu impregnado de conveniências. Obrigado querido amigo por suas palavras abençoadas!!!

    ResponderExcluir
  3. Obrigado Paulo.
    Suas palavras asempre me encorajam a continuar escrevendo algo sobre as verdades eternas que solidificam a minha fé.
    abraço.
    Euleir

    ResponderExcluir
  4. Parabéns, pelo blog, sou sua seguidora e faço o convite para visitar o meu: http://sandramelo70.blogspot.com/
    Paz e Luz, fique com DEUS.

    ResponderExcluir
  5. Obrigado Buel.Sandra por sua companhia em meu humilde Blog.
    Visitei o seu blog e vi que trata de assuntos muito importantes, principalmente, na área de Direito, área em que também tive formação.
    Vamos nos lendo.
    Abraço fraterno.

    ResponderExcluir