Quem sou eu

Minha foto
Eusébio, CE, Brazil
Espírita - Brasil

sábado, 5 de janeiro de 2013

A FONTE DA DOUTRINA ESPÍRITA


"Se a Doutrina Espírita fosse de opinião puramente humana, não ofereceria por garantia senão as luzes daquele que a houvesse concebido. Ora, ninguém, neste mundo, poderia alimentar fundadamente a pretensão de possuir, com exclusividade, a verdade absoluta. 

Se os Espíritos que a revelaram se houvessem manifestado a um só homem, nada lhe garantiria a origem, pois seria preciso acreditar, sob palavra, naquele que dissesse ter recebido deles o ensino. Admitida, de sua parte, sinceridade perfeita, quando muito poderia ele convencer as pessoas de suas relações; conseguiria correligionários, mas nunca chegaria a unificar todo o mundo.

Quis Deus que a nova revelação chegasse aos homens por mais rápido caminho e mais autêntico. Logo, encarregou os Espíritos de levá-la de um canto a outro, manifestando-se por toda a parte, sem conferir a ninguém o privilégio de lhes ouvir a palavra. Um homem pode ser ludibriado, pode enganar-se a si mesmo; já não será assim, quando milhões de criaturas veem e ouvem a mesma coisa. Isso é uma segurança para cada um e para todos. 

Ao demais, pode fazer-se que desapareça um homem; mas não se pode fazer que desapareçam as coletividades; podem queimar-se os livros, mas não se podem queimar os Espíritos. 

Ora, queimassem-se todos os livros e a fonte da doutrina não deixaria de conservar-se inesgotável, pela razão mesma de não estar na Terra, de surgir em todos os lugares e de poderem todos dessedentar-se nela. 

Faltem os homens para difundi-la: haverá sempre os Espíritos, cuja atuação a todos atinge e aos quais ninguém pode atingir."

Allan Kardec - Evangelho Segundo o Espiritismo.



.-.-.-.-.-.-.-.

Nenhum comentário:

Postar um comentário