Quem sou eu

Minha foto
Eusébio, CE, Brazil
Espírita - Brasil

sexta-feira, 5 de julho de 2013

DESTINO DA ALMA


O Espiritismo é uma doutrina filosófico/religiosa, a única que não condena o pecador, antes leva-lhe esperança, ainda que esteja vinculado à imperfeição e erros humanos. Ele consola o ser que aqui, aos poucos, se aperfeiçoa, nesta escola da vida, num aprendizado que inclui, também, o resgate das culpas do passado.


Eis que afirma:

A felicidade é o destino final de todas as almas!

Por isso se diz que é consoladora a doutrina espírita. Ela admite que somos falhos e pecadores e nunca usará o medo e a culpa para coagir o homem a acreditar nas verdades espirituais, eternas, que divulga. Dessa forma, ela liberta o homem do medo da morte, mostrando-lhe que esse evento é apenas mais um passo da mesma caminhada. É uma doutrina que não cultiva mistérios e nem misticismos, por isso que se mostra ao exame para análise e discernimento de cada um. Aos seus adeptos ordena: "Instruí-vos!" Duvidai dos ensinamentos até o livre convencimento! É fé que se apresenta com os alicerces da lógica e razão. dispensado o enfrentamento com a ciência.

É também a crença em que a teoria e a prática caminham lado a lado e se interpenetram.

O Espiritismo é um farol que alumia a estrada do espírito após a entrega do corpo físico ao túmulo terrestre. É a revelação do porvir. Ele é complemento dos ensinamentos de Jesus, para os quais a humanidade não estava preparada naquela época, há 2.000 anos atrás.

O Espiritismo ensina que todos os espíritos foram criados para a perfeição e todos vão atingir essa meta. Nenhum se perderá. Foram criados inocentes e sem merecimentos. Os conhecimentos e virtudes, deverá adquiri-los pelo próprio merecimento, mediante as conquistas e experiências do ato de "viver", - vidas físicas ou astrais - sendo que tal acervo de conhecimentos e virtudes a todos credenciará a uma vida de plena felicidade, junto aos espíritos puros, que colaboram com os desígnios do Criador para todo o Universo.

Os erros, falhas e desvios da trajetória serão corrigidos pelas circunstâncias das muitas vidas - encarnações e reencarnações - ao longo dessas "vidas", o que poderá resultar em "vidas" de sofrimento e de tristeza, em benefício da felicidade futura que a todos aguarda. Uns se adiantarão e outros retardarão no sucesso dessa travessia que leva a Deus, entretanto, todos chegarão à meta. Deus não criou seus filhos para padecimentos eternos!

Deus não castiga os seus filhos, mas sim os perdoa. Deixa ao livre arbítrio de cada um a iniciativa de prover a própria ascensão. As oportunidades surgirão no dia-a-dia, na realidade de viver sempre de forma melhor e mais consciente da própria caminhada. Portanto, o caminho de cada um será fruto do seu próprio viver. O caminho é feito no caminhar.

Já dissemos em tópico anterior:

“A missão do espírito encarnado e, apenas, viver. Viver com alegria, dignidade e responsabilidade”.



.-.-.-.-.-.-.-.

Nenhum comentário:

Postar um comentário