Quem sou eu

Minha foto
Eusébio, CE, Brazil
Espírita - Brasil

quarta-feira, 24 de julho de 2013

A VERDADE VOS LIBERTARÁ!

Muitos dos nossos pecados não passam, aos olhos de Deus, de pequenas "artes" praticadas por crianças imaturas, no caso, por espíritos imaturos.

A multidão dos pecados e a imensa culpa que as religiões impingem ao homem resultam num sistema perverso de dominação das mentes, produzindo verdadeira lavagem cerebral, segundo conveniências materiais.

O Mestre Jesus ensinou com toda a clareza:

"Conhecereis a Verdade e a Verdade vos libertará" 

A verdade é que Deus perdoa os nossos erros e os considera como tentativas de aprendizado.  Ele perdoa e exerce a sua Justiça com a aplicação da Lei da Ação e da Reação, impondo que cada um retifique o mal que tenha causado e colha, assim, os frutos de próprias ações.

A Lei é simples, amorosa e justa, como conviria a um preceito de Deus, ou seja, a um preceito da Lei Natural.

O sofrimento que se recebe é o mesmo sofrimento que já se causou.

O que rouba, sofrerá a carência de bens numa próxima existência, como também, da mesma forma, o que mal utilizou seus bens nesta ou numa vida precedente, terá igual carência deles. O que utilizou a força do poder econômico para impor injustiças aos menos favorecidos poderá ocupar a posição inversa ou pedir, em nova vida, uma missão humanitária com a qual se redimir.

O temor aos castigos e o complexo da culpa, pelos pecados cometidos, só conduzem o homem ao medo de Deus e da sua Justiça. Nunca o levarão a compreender o Amor Divino. O amor não pode nascer do medo.

Ao contrário, o perdão dos "pecados" e a necessidade do resgate do mal causado, são realidades mais próximas do que se pode compreender como a Justiça Divina, principalmente, quando a eles se agregam as "muitas vidas terrestres", como veio a nos revelar o ensinamento espírita.

Resta ao ser humano despertar da irresponsabilidade espiritual que marca os dias atuais. O homem é o ser espiritual que habita um corpo provisório que o habilita a aprender e evoluir. 




.-.-.-.-.-.-.-.
















Um comentário:

  1. Gostaria de pedir desculpas pelas poucas visitas. Estou trabalhando muiiito esse mês mas prometo que em breve voltarei mais vezes.
    Grande abraço!!
    jorge-menteaberta.blogspot.com.br

    ResponderExcluir