Quem sou eu

Minha foto
Eusébio, CE, Brazil
Espírita - Brasil

quarta-feira, 8 de agosto de 2012

EVOLUIR SEMPRE!

Vivemos sobre o Planeta Terra concentrando energias no trabalho e no estudo, orientados para a satisfação das necessidades físicas e para a desejável segurança que  nos traz  o progresso econômico-financeiro. Entretanto, em que pese a meta digna, seguimos distraídos de outros aspectos igualmente importantes para esse contexto.

A busca da satisfação pessoal passa, também, pela obtenção e gozo dos prazeres aqui disponíveis. É, nesse quadro, que pode ocorrer o desvio de enfoque, para privilegiar as atividades mais prazerosas em detrimento das coisas mais sérias. Vícios e outras futilidades podem passar à condição de objetivos principais da vida, focada que possa a pessoa estar, apenas, na satisfação dos desejos.

Pode ocorrer que o Espírito desperdice sua atual encarnação acarretando-se, ainda, prejuízos para vidas futuras.

Em nossa distração, podemos pensar que alguém que viveu uma vida humilde, com sensíveis prejuízos de sua cultura e realizações sociais, tenha mau aproveitado o seu tempo sobre a terra. Nossa estreita visão não permite que vejamos ali um espírito evoluído, cumprindo provas que lhe restam, compensando erros de vidas passadas, quando, então, dispôs de riquezas e honrarias.

Não há injustiça nas disposições de Deus. Por que destinaria Ele uns para viver em palácios e outros para sobreviverem em casebres miseráveis? Uns para uma vida saudável e outros para a precariedade da saúde?

Alguém privado dos sentidos ou dos meios de locomoção resgata, em vida atual, o mau uso ou a destruição dos sentidos e membros, próprios ou de terceiros, obtendo agora a oportunidade de recompor as energias que desequilibrou.

O que se planta se colhe.

Injusto seria pensar que Deus agraciou a uns com dons, inteligência, beleza e a outros com total ausência desses atributos, agindo assim por escolha ou punição.  Cada ser tem o corpo e os meios a que faz jus, segundo os méritos ou débitos que acumulou na própria caminhada.

Um suicida que destruiu órgãos vitais do organismo físico, mutilou, também, o corpo espiritual, o perispírito.  Assim é que pode renascer com a carência dos órgãos e sentidos que danificou. E, ainda aí, está presente a misericórdia de Deus que o livra do penoso sofrimento, na espiritualidade, desde o seu macabro gesto.

Enquanto vivemos estamos sanando faltas do passado e estamos, também, construindo nossas vidas do futuro. A vida é um tempo de aprendizado e de provas.

Os seres espirituais que nos acompanham nas vidas - aqui e no além - esperam que utilizemos nossas vidas para aprendermos a amar e perdoar. Esperam que possamos dar o melhor de nos no trato com parentes, amigos e inimigos, tratando a todos com compreensão, compaixão e bondade.

Este Planeta é a escola a que viemos para aprender e para evoluir, mediante a prática do bem.

A busca dos prazeres não é, exatamente, a busca da felicidade. Conquanto seja lícito usufruir dos bens e prazeres, é essencial não perder o foco do que é importante para o espírito. A reencarnação é mais um período escolar para o longo aprendizado, nele acrescido as provas práticas para corrigir os erros do passado.

A ordem é ficar atento na missão:

Evoluir como seres espirituais.


.-.-.-.-.-.-.-.




Nenhum comentário:

Postar um comentário