Quem sou eu

Minha foto
Eusébio, CE, Brazil
Espírita - Brasil

quarta-feira, 22 de agosto de 2012

Livro: Chico Xavier O Médium dos Pés Descalços

Hoje, acabei de ler o livro de autoria de Carlos A. Baccelli "Chico Xavier o Médium dos Pés Descalços". 

A minha impressão foi a de privar, também, do convívio amigo de Chico Xavier, a quem conheci, apenas, pelos preciosos livros mediúnicos que ele nos deixou. A leitura dos textos do Carlos A. Bacceli foi uma degustação deliciosa da intimidade mediúnica do Chico Xavier, acrescendo minha admiração e reverência por esse expoente maior da divulgação da Doutrina Espírita, no Brasil e no mundo. 

O que deixo aqui, de minha impressão, não oferece uma mínima ideia do que foi o prazer de folhear, página a página, esse livro que nos descortina um Chico Xavier para além dos livros psicografados e das mensagens consoladoras por ele recebidas. Daquelas páginas, se agiganta o grande Cristão, missionário  que o céu nos mandou para revigorar os ensinamentos aqui deixados pelo Mestre Jesus.

Peço licença ao autor para mencionar dois daqueles textos, ambos atinentes às homenagens e títulos outorgados a Chico Xavier, dos quais sobressai a sua humildade, atribuindo-os como mérito concedido, não a si próprio, mas à Doutrina Espírita:

Em Sacramento-Mg:

"... Esses Títulos de Cidadania, compreendemos muito bem, não têm sido dados a mim, que não os mereço; eles naturalmente são dádivas de legislativos generosos à nossa Doutrina Espírita, e eu não passo de um poste obscuro para a colocação do aviso  de que a Doutrina Espírita foi premiada com essas considerações públicas. Tenho recebido essa tarefa nesta condição; na condição de mero instrumento. Posso adiantar que nas ocasiões desses discursos, desde a primeira vez que me vi em contato mais intensivo com a nossa gente, reunida em maior número, eu me senti numa espécie de transe, que no momento eu não posso definir com muita clareza. Desde os programas últimos de televisão, sinto que o espírito de Emmanuel me ocupa a vida mental e física, dando margem a que eu esteja presente para assumir responsabilidade, e induzindo-me a falar, muitas vezes, na primeira pessoa, naturalmente para não alarmar aqueles que ainda não têm contato com a mediunidade.. Mas, francamente, nesses discursos eu sou médium; muitas vezes pergunto aos amigos o que é que eu falei, porque eu não tenho consciência exata disso."

Em Votuporanga-SP:

"Sinto-me como se fosse uma parede pobre, sobre a qual se pregasse um cartaz anunciando os ensinamentos de Nosso Senhor Jesus Cristo. O merecimento será da mensagem que atravessou vinte séculos e continua conosco, como sendo a nossa maior esperança.
Oxalá possa eu, como parede arruinada, permanecer de pé por mais algum tempo para servir sempre a Ele."

Paginas 258/9 "Chico Xavier o Médium dos Pés Descalços" - Autor: Carlos A.Baccelli.
Ed. Vinha de Luz Serviço Editorial-2011



.-.-.-.-.-.-.-.

Nenhum comentário:

Postar um comentário