Quem sou eu

Minha foto
Eusébio, CE, Brazil
Espírita - Brasil

terça-feira, 21 de agosto de 2012

Obsessão e Desobsessão



Hoje, queria escrever algo sobre Obsessão e desobsessão.

Reputo esses temas como os mais recorrentes da nossa vida, aqui considerados os períodos vividos sobre a Terra como mera continuação da vida única do espírito, a qual, em sua quase totalidade, se desenvolve com a ausência de um corpo físico.

Preliminarmente, necessário se faz reconfirmar que os espíritos são livres para estarem onde lhes aprouver, salvo se portarem baixa vibração que lhes tornem impossível a vida nos níveis superiores da espiritualidade. Circulam eles, livremente, se o querem, pelo nível da Crosta Terrestre e, assim, encontram oportunidade de interferir com os encarnados pela via do pensamento e da sugestão.

Nesse vasto campo da relação entre os espíritos – encarnados e desencarnados – pode ocorrer a obsessão de uns sobre os outros, em ambas as direções, conquanto se tenha por mais comuns as obsessões de espíritos desencarnados sobre os humanos da Terra. Entretanto, não é menos frequente que os vivos da terra atraiam ao seu convívio os desencarnados de suas relações, seja por elos de amor, seja por elos de ódio ou ressentimento.

Muitos livros estão escritos com o enfoque desse tema - livros doutrinários ou romances da literatura espírita - inclusive, acompanhados de vasta produção artística deles decorrentes. 

Pouco teria para acrescentar ao que já escreveram, assim, me pareceu oportuno reproduzir alguns textos, escolhidos então, apenas pela clareza didática que portam, visto tratar-se de assunto muito amplo, sempre comportando estudos mais profundos:


"Obsessão:

A Obsessão é o domínio que alguns Espíritos adquirem sobre outros, quer encarnados ou desencarnados, provocando-lhes desequilíbrios psíquicos, emocionais e físicos É uma espécie de constrangimento moral de um indivíduo sobre outro. Pode ser de encarnado para encarnado, encarnado para desencarnado, desencarnado para encarnado e desencarnado para desencarnado. Essa influência negativa e irracional traz para as pessoas problemas diversos, o que as tornam enfermas da alma, necessitando de cuidados, como toda doença.

  

Se a Obsessão é uma doença da alma, quais são seus sintomas?

A obsessão apresenta sintomas tais como: angústia, depressão, perturbação do sono (insônia ou pesadelos), mau humor, desinteresse pelo estudo ou pelo trabalho, isolamento social, pensamentos suicidas, desregramento sexual etc. Não se segue daí, que se conclua que todos os portadores desses sintomas estejam obsediados. Há diversas outras causas, conhecidas da ciência médica, que podem provocar sintomatologia semelhante.”



“Desobsessão:

A desobsessão é um tratamento, segundo a Doutrina Espírita, de pessoas que estejam sofrendo de prejudicial interferência por Espíritos, encarnados ou desencarnados. Espíritos como nós que acabaram praticando o mal, mas como todos possuem capacidade de recuperação. A desobsessão trata a vítima e o obsessor.
Para o Espiritismo, não há demônios, espíritos dedicados eternamente ao mal. Esses obsessores são espíritos inferiores que influenciam alguém para praticar o mau, enviando-o pensamentos negativos. Espíritos superiores são imunes a esses fluidos pois não permitem que esses pensamentos os influenciem. Por isso aquele que não controla seus pensamentos e suas atitudes acaba se dando mal, sendo necessária a educação moral e o aprimoramento dos sentimentos para que os obsessores não retornem. Os dois precisam de ajuda e orações sinceras e com amor ajudam muito.
Na concepção espírita, portanto, o tratamento engloba o tratamento das duas partes envolvidas no processo: o obsediado e o obsessor. A desobsessão não se objetiva o "afastamento" puro e simples do obsessor pois se crê que isso nenhum efeito duradouro possua, sendo necessário conscientizar (esclarecer) tanto o encarnado como o desencarnado. Portanto, não é uma "guerra" entre os dois.
O espiritismo afirma reportar-se aos ensinamentos de Jesus que, sempre que afastava espíritos que perturbavam as pessoas, as alertava no sentido de não tornarem a errar para que não lhes acontecesse algo pior. Com base nesse ensinamento, parte importante do tratamento de desobsessão consiste da reforma íntima do obsediado e daqueles que lhe são próximos, sendo todos instados a rever seus conceitos de vida, seus hábitos e valores morais."


Como dito anteriormente, muita literatura está disponível sobre o assunto e, acima de tudo, sobressaí o que ensinam os Espíritos, nos textos básicos da Doutrina Espírita, compilados por Allan Kardec.

.-.-.-.-.-.-.-.



Nenhum comentário:

Postar um comentário